aceite a vida Posts

Nem tudo é o que parece.

A vida é como uma porção de camadas finas que escondem um conteúdo profundo, e temos que ficar atentos para não achar que aquilo que vemos é o que é. Nem tudo que parece, é a realidade.

Acordamos de manhã, e começamos a correria, filhos na escola, recomendações para as tarefas de casa, ir ao trabalho, planejar as reuniões já no caminho, e nem na hora do almoço temos sossego para saborear a vida.

A vida real está embalada nesse papel fino, muitas vezes colorido, mas a vida não é o papel que recobre. Temos que nos dar o tempo para desembrulhar e usufruir do conteúdo.

Nem tudo é o que parece, e isso vale especialmente para os pacotes feios, os eventos tristes da nossa vida.

Não vou reclamar.

Não quero começar o meu dia reclamando. Sei que não devo carregar de emoções negativas o dia que está apenas começando.

Não estou satisfeito com muita coisa na minha vida, mas a minha insatisfação não representa uma barreira para que eu me determine a ter uma vida melhor.

Quero me esforçar e assumir a responsabilidade sobre os eventos da minha vida, a despeito de toda imprevisibilidade que sei, é presente.

A vida é uma benção, e ver o sol nascer, soberbo e generoso, é uma graça de Deus.

Aquilo que me falta.

Hoje sei que não devo ficar obcecado por aquilo que me falta. Acho que a vida ainda vai me oferecer muitas graças.

Me mudei para uma casa metade do tamanho da anterior, e me falta um bocado de espaço para guardar a bagunça.

Já dei fim em muita coisa, mas ainda assim, caminhamos no meio de caixas.

Preciso focar naquilo que tenho e deixar de lado, pelo menos um pouco, aquilo que não tenho, ou aquilo que perdi.

Atenda quem bate à porta.

A aceitação é uma capacidade que temos que desenvolver. Quando aceitamos, permitimos que aquilo que nos atormenta vá embora.

É o paradoxo da mudança. Exatamente quando aceitamos o que não queremos é que permitimos que ele nos deixe em paz.

Funciona como alguém que bate à sua porta insistentemente. Você sabe que não é alguém que você gostaria de encontrar.

O momento vai embora num segundo.

Temos que perceber que o momento vai embora num segundo, e nesse segundo a vida toma outro rumo, a situação se transforma, e não aproveitamos as oportunidades.

É para isso que estamos aqui, para aproveitar a vida. Não digo apenas aproveitar o conforto, a comida e o prazer, mas especialmente as lições, as oportunidades de crescimento, o momento de crescer um pouquinho mais e se tornar uma pessoa melhor.

Viva com alegria, tenha uma atitude positiva e faça o que for possível para descobrir a abundância que te circunda.

Mudando atitudes derrotistas.

Quando assumimos uma postura derrotista, já estamos entrando na partida para perder. A vida já nos derrotou.

Mas somos inteligentes e temos todos, a capacidade de mudar várias dessas atitudes derrotistas.

Escreveu Sam Russell sobre quatro dessas atitudes que se colocam no nosso caminho e são obstáculos à felicidade.

Busque o contentamento.

Dizem alguns especialistas que não devemos buscar a felicidade, pois ela não é um destino, e sim uma atitude frente a vida. É uma disposição para ser feliz durante a caminhada da vida.

Somos felizes de verdade quando nos damos conta da riqueza que é a estrada da vida, e a abundância que ela nos oferece.

Escreveu Leo Babauta do blog ZenHabits que devemos nos concentrar mais no contentamento. Pois é uma coisa mais estável, e o contentamento pode nos ajudar a desenvolver a habilidade para subtrair satisfação das mínimas coisas da vida.

É o conceito que escrevi um dia sobre ser mais satisficiente, um termo que não existe, mas significa estar mais satisfeito com a sua vida.