O interminável ensaio mental.

Tem que fazer algo de que não gosta.

Tem que decidir algo difícil.

Tem que falar com alguém sobre um assunto desagradável.

Fazemos um interminável ensaio mental e cada vez gostamos menos do que temos que fazer.

Se a decisão não é para agora, veja se dá para pensar nisso depois, quando for a hora certa. Não fique ruminando algo que só vai acontecer daqui a duas semanas.

Se discipline em pensar bastante nas seguintes situações:

-É algo positivo que vai acontecer ou mesmo algo que já aconteceu.

-Quando for para contra argumentar os seus próprios pensamentos negativos sobre alguma situação, pessoa ou acontecimento.

-Quando for para falar com alguém, pedir ajuda, pedir um conselho.

-Quando for para pegar uma folha de papel, uma caneta e colocar tudo por escrito – isso ajuda.

Algumas dicas para se livrar desse interminável ensaio mental, ou pelo menos amenizar o sofrimento.

-Escreva no papel o que vai decidir, os pros e contras, os desdobramentos, as conseqüências – dobre e guarde para quando for a hora certa.

-Se concentre no momento presente, no que está fazendo, nas coisas que tem que fazer e decidir agora.

-Confie na sua capacidade de agir e decidir quando chegar a hora.

-Procure companhia, ou mesmo falar com alguém por telefone, e que não seja sobre o assunto interminável na sua mente – fale de amenidades.

Dizem que ao ensaiarmos excessivamente, mentalmente, as questões desagradáveis e difíceis que temos que enfrentar no futuro, acabamos nos afastando da solução adequada.

Chega uma hora que a mente roda em círculos. Pensar mais, não leva necessariamente para a melhor solução.

Deixe a mente se acalmar. Se concentre no presente.

Pratique qualquer forma de meditação.

Busque a serenidade.

Lembre-se – você pode pedir ajuda.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.