Vida nada fácil.

Sabemos que a caminhada não é nada fácil.

A vida não é fácil e ficamos sempre tentados a escolher o caminho mais fácil, muitas vezes é a fuga, a rejeição, a desistência.

Procuramos por atalhos que nem sempre nos levam de volta ao caminho da virtude, o caminho da vida.

Você merece uma vida melhor, e vai tê-la desde que faça a sua parte, assuma a responsabilidade e as consequências por seus atos.

Não fuja dos problemas, como se fosse o caminho mais fácil, e as consequências podem ser sérias e indesejáveis.

Quando passamos muito tempo entretidos com os nossos problemas, sempre vem à mente um caminho mais suave, menos acidentado. Sonhamos com uma vida sem tantas privações.

Eu mesmo já me considerei o subnitrato de pó de barata, ou seja, nada. Mas graças a ajuda de amigos e familiares, levantei o meu olhar, me levantei do chão e fui chamado a perceber que a vida é além disso. Podemos ir além, mesmo com algumas adversidades. Afinal, a vida não é só feita de problemas.

Já fui jovem, e por vezes achei que a vida não ia me levar a lugar algum.

Lições aprendidas:

Trabalhei duro desde menino, e não faltaram momentos em que me senti prejudicado, pobremente recompensado pelo esforço que fazia. Mas o tempo e a experiência dão conta de nos ensinar algumas lições preciosas.

Aprendi que a recompensa vai muito além do salário, da carreira e dos bens materiais acumulados.

A vida pode e deve ser enriquecida de dentro para fora, misericordiosa, generosa e verdadeira.

Mesmo com tantas dificuldades, quando encontramos o sentido da vida, ela deixa de ser só sofrimento, muito pelo contrário, passa a ser alegre e cheia de contentamento.

Disse Viktor Frankl que o mais importante é encontrar sentido na vida, seja na alegria ou no sofrimento, na penúria ou na abundância,. Assim teremos razões de sobra para sermos felizes.

Encontre sentido no caminho que estás a trilhar. Mesmo sem um atalho confortável e pavimentado, a estrada acidentada vai te parecer bem se o caminho fizer sentido para você.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked