Ver a vida como um presente.

A vida é um presente.

É um presente divino.

As conquistas e as realizações são bênçãos, e o melhor é que eu fiz por merecer cada uma delas.

Sei que a recompensa vem do esforço que tenho feito de me tornar uma pessoa melhor – um dia de cada vez.

Sei que aquilo que recebemos está diretamente relacionado com a gratidão pelo que já recebí.

A vida na prática:

Fico pensando na vida prática, numa situação de estar provendo algumas coisas para alguém.

Se esta pessoa é agradecida pelo que tenho oferecido, fico estimulado a prover mais. Se esta pessoa não dá a mínima e não mostra qualquer contentamento, vou ficar desestimulado em continuar provendo.

Acho que a vida é tão simples quanto isso.

Acredite você numa Força Superior ou não, pense se faz algum sentido você continuar recebendo se não dá a mínima.

Por esse motivo, acredito firmemente em agradecer pelas bençãos que tenho recebido.

Sei que tenho me esforçado muito como demonstração de merecimento, e sei que a gratidão que sinto é um licença para continuar recebendo.

A vida é uma benção:

Para alguns, e eu já ouvi isso, estar vivo já é uma benção.

Para mim, poder sorrir para a vida, me contentar e saber que a vida tem sentido é uma grande benção.

Não peço a riqueza, embora goste do conforto.

Não peço uma vida sem problemas, embora não queira nenhum.

Peço a serenidade, e a capacidade de sempre aceitar a companhia da nossa velha amiga, a oração da serenidade.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta