Vemos o mundo como nós somos.

O mundo é um reflexo de como nos o vemos. Se desejarmos um mundo colorido e maravilhoso, temos que aceitar agradecidos o mundo nos foi legado.

Quando olhamos o mundo com o olhar negativo e pessimista, percebemos exatamente o lado sombrio, e a nossa realidade acaba transparecendo negativa.

A pessoa negativa vê o mundo negativo, e assim como o otimista enxerga um elenco enorme de oportunidades e uma realidade abundante. Uns enxergam apenas a nuvem carregada de chuva, e outros conseguem perceber que acima da nuvem há um sol brilhante.

Escolhas:

Nós escolhemos o mundo que queremos ter, e para isso, calibramos o nosso olhar para tal.

O mundo é abundante, e aquele olha o mundo desta maneira consegue aproveitar cada momento, cada escolha e cada decisão plenamente.

É fato que a turbulência nos cega momentaneamente para aquilo de bom que vem a seguir. Mas tão logo o vento se acalme, temos que ter a capacidade de enxergar a estrada o caminho, o horizonte, do contrário pode parecer que estamos sem rumo, ao sabor das corredeiras.

A vida de cada um é cheia de significados, e uma tarefa fundamental é encontrar estes significados em cada trecho da jornada.

Casamos, criamos os filhos, nos realizamos profissionalmente, mas nada disso faz sentido se olhamos a vida como uma obrigação. Entendemos a vida como uma estrada acidentada, com dificuldades que aparecem do nada, sem motivo.

Significado:

A vida tem motivo, tem significados sutis, escondidos em cada circunstância que vivenciamos, cada pessoa que encontramos.

As lições nos permitem ver isso com mais propriedade, e as lições são extraídas dos espinhos que encontramos pelo caminho.

Se olharmos os espinhos como espinhos vamos nos amargurar por toda vida, pois eles, nós temos de montão.

Olhe o mundo positivamente, olhe além da tempestade, além das próprias dificuldades.        R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta