Usufrua da natureza

Usufrua da natureza

Aprenda a apreciar a natureza que te circunda. Às vezes chove demasiado. Um calor escaldante pode ser quase insuportável. Mas, a natureza é assim. Ficar reclamando e praguejando, como se fosse possível mudar a natureza é totalmente inútil e improdutivo.

Aceite e aprenda a lidar com a natureza. Os cachorros não falam, as formigas avançam nos doces, a chuva pode molhar seus papéis, e o frio pode te dar um resfriado.

Ao aceitar cada coisa da natureza, estamos a meio caminho para aprender a apreciá-los.

Quando relaxamos em relação às coisas que nos incomodam é quando passamos a nos familiarizar com eles e até a apreciá-los.

Quando relaxamos em relação a querer ardorosamente as coisas é que temos maior chance de ser brindados com elas.

Aceite o tempo quando passa rápido e também quando demora a passar.

Como diz Gretchen Rubin – os dias são longos,mas os anos são curtos.

Aceite os cabelos brancos:

Aceite os seus cabelos brancos e um pouco de peso que ganhou com a idade.

Mas aceitação não quer dizer resignação, deixar de lado ou largar de mão, especialmente nas coisas que são de nossa responsabilidade.

Aceite sem se descuidar da própria vida.

Já comentei também sobre aceitar a natureza das pessoas, a maneira como são, sem querer mudá-las.

Vivemos querendo enquadrar as pessoas ao nosso padrão de perfeição, e isso é um trabalho totalmente inútil e estressante.

A vida é abundante e o mundo é farto e devemos saborear cada momento, sabendo que ele é único.

Cada interação com as pessoas é também uma oportunidade rara de conexão e contentamento.

Quando percebemos que estamos passando pela vida sem saborear, no piloto automático, é hora de se ligar, reduzir a velocidade do percurso para enxergar o que interessa, o caminho, a paisagem, a própria vida.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked