Use as lentes da bondade.

Olhar com bons olhos, usando a lente da bondade faz um bem enorme para nós mesmos.

Olhar sem maldade – um olhar quase ingênuo.

Praticar a empatia só de olhar para a situação. Se colocar no lugar do outro e experimentar a sensação que o outro está sentindo.

Olhar com tolerância – um olhar suportado por um espírito flexível.

Não saia recriminando, criticando e julgado de imediato.

Olhe a situação pelo lado positivo, pelo lado construtivo.

O olhar de bondade estimula também os atos de bondade.

O olhar de bondade é uma blindagem para o conflito, a inveja e o ressentimento.

As lentes da bondade nos permitem olhar as coisas com mais realidade. Por outro lado, as lentes da maldade colocam um véu na nossa visão, nos levando a enxergar as coisas sempre embaçadas, pouco claras e nos induzindo a imaginar chifre em cabeça de burro e outras coisas esquisitas.

Esse véu da maldade às vezes é uma opinião de outros, o preconceito reinante na sociedade, a fofoca de gente desocupada.

O olhar de bondade dirigido a nós mesmos, nos ajuda a aliviar qualquer culpa que possa nos atingir.

Enxergar o valor nos outros, no seu esforço e competência reflete imediatamente na avaliação que fazemos de nós mesmos – passamos a nos valorizar mais.

O olhar de bondade é também um olhar de esperança. Enxergar a luz no fim do túnel, enxergar que as coisas podem melhorar.

As lentes da bondade nos permitem ver o bem nos outros – pensar o bem dos outros – falar bem dos outros – querer o bem dos outros.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta