Uma vida calma

Uma vida calma

O nosso cotidiano anda mesmo impossível, e agora com as redes sociais, as pessoas ficam neuróticas tentando responder a tempo todas as inquirições. Difícil mesmo estar atento permanentemente e se atualizar sobre tudo e principalmente sobre todos.

Mas temos que encontrar a calma no cotidiano, iniciar o dia de modo tranquilo, ajustando o diapasão para uma paz interior.

Sei que é difícil para quem já começa o dia freneticamente no malabarismo das tarefas do lar, o início da jornada de trabalho e um longo trafego para enfrentar.

Procure alguns poucos minutos de calma no café da manhã, mesmo que isso signifique acordar dez minutos mais cedo. Uma caminha curta, mas num ritmo tranquilo, sem ruído, sem celular, pode ser um início de dia mais sereno. A mesma caminhada feita no final do dia pode ser revigorante, depois de um dia estressante.

Temos que incluir alguns momentos de calma na nossa jornada.

Oportunidades no cotidiano:

A hora do almoço é uma oportunidade de ouro para um relaxamento, especialmente após a refeição. Se sentar em algum lugar arejado, ou mesmo um cochilo de quinze minutos pode repor as energias que você precisa para a outra metade do expediente.

Mesmo que a nossa mente queira se apressar em refletir sobre os mil problemas que estamos enfrentando, o ambiente calmo e sereno nos inspira a uma reflexão mais serena.

Ao ser convidado para um almoço que signifique trabalho enquanto come, pense na possibilidade de dizer não. Evite contaminar o seu tempo de descanso e especialmente de alimentação – o seu organismo vai agradecer.

Algumas pessoas gostam de caminhar ouvindo música. Muito embora pareça relaxante, experimente caminhar sem a música interferindo nos seus pensamentos. Isso vai resultar em boas reflexões, e quem sabe os seus problemas encontram uma solução adequada com a mente mais arejada.

Aproveite a caminhada ou mesmo o trajeto para o trabalho para apreciar a paisagem. Saiba que um segundo de paz para desfrutar a paisagem já faz diferença no seu humor.

Busque a sua paz, invista na serenidade.                                                                                                          Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta