Uma pessoa especial

Uma pessoa especial

Seja uma pessoa especial principalmente para aqueles do seu convívio. Não tente agradar a todos.

Não somos perfeitos, mas podemos ser especiais.

Seja especial para as pessoas que te cercam, as pessoas do seu convívio diário.

Não tente agradar a gregos e troianos, pois acaba não ajudando ninguém.

Podemos fazer a diferença para pessoas com quem nos encontramos no cotidiano.

A nossa capacidade de agradar e ajudar é limitada. Se dispersarmos os nossos esforços e a nossa atenção, grande chance de nos perdermos nas iniciativas, com resultados pouco significativos.

Ajudar:

Ajudar a todos pode ser uma expectativa irreal. Querer transformar o mundo é um desejo que pode nos imobilizar. O desejo de ser uma pessoa grandiosa, generosa e capaz de transformar o mundo num lugar melhor para todos é louvável, mas um pouco romântica.

Podemos fazer a nossa parte dessa tarefa, que é de todos, se comportando como uma pessoa especial, mas de maneira simples.

Ajudar, sempre que possível as pessoas que nos cercam é totalmente viável, adequado, e podemos ver de pronto o bem que estamos propiciando.

Especial para as pessoas que encontramos todos os dias, uma atitude especial para com as pessoas com quem nos relacionamos. Faça com que as pessoas se sintam confortáveis na sua presença.

Ouça atentamente quando te falam, sorria, se interesse pelas pessoas.

Seja prestativo, ajude, agradeça, seja agradável.

Ser uma pessoa especial pode estar nas pequenas coisas do dia-a-dia, no lugar onde você está.

Relatam um caso de uma pessoa que visitava a congregação de Tereza de Calcutá, e que, se sentindo comovida com o serviço da religiosa, demonstrou um desejo de ficar lá para ajudar. A sábia religiosa respondeu: “volte para o seu país, para a sua cidade, e faça uma Calcutá onde você vive”.

Em resumo, preste serviço onde você está, ajude e se faça uma pessoa especial.                                                                                     Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta