Uma caminhada para acalmar a mente

Uma caminhada para acalmar a mente

Acalmar a mente tem que ser uma prioridade no mundo corrido em que vivemos.

Costumo caminhar com a minha cadela de manhã e de tarde, e fico atento para aquilo que prende a atenção dela. A rua tem um tráfego intenso e pessoas cruzam o nosso caminho todo momento. Não quero nem de longe perturbar os outros com a ferocidade da minha companheira de caminhada.

Quando fazemos algo mecânico, sem rigor ou precisão, permitimos que a nossa mente vague por problemas fictícios. Julgamos as pessoas e nos preocupamos com coisas que não irão acontecer. Temos que afastar esse comportamento.

Atenção e foco:

Isso tem a ver com a atenção plena, foco no momento e naquilo que estamos fazendo, mesmo que a atividade não requeira muita atenção. Procuro na caminhada olhar o evento e as circunstâncias como faz minha cadela, observando o movimento e as pessoas sem muita preocupação ou julgamento. Fico atento para o que ela faz e os movimentos que se seguem e procuro imergir na caminhada com a atenção exclusivamente nessa breve atividade.

Sei que isso traz um benefício adicional ao exercício físico. Ao acalmar a mente, deixo os neurônios descansados para qualquer atividade que exija concentração, priorização. As decisões ficam mais fluidas e solução de problemas mais visível.

O exercício da consciência no momento presente, sem julgamento, com a mente aberta, nos prepara para saborear a vida em tudo que ela oferece.

O contrário é o que experimentamos com frequência, trabalhamos pensando no futebol e quando estamos no futebol pensamos no sexo. Quando estamos fazendo sexo pensamos no trabalho, e em nenhum momento estamos realmente no momento presente.

Temos que nos compenetrar intencionalmente no momento e naquilo que estamos fazendo. Isso nos traz saúde, felicidade e mais satisfação com a vida.

Acalmar a mente:

Quando estou na minha caminhada com minha companheira, e flagro minha mente se voltando para os problemas ou outro pensamento desnecessário, coloco minha atenção na cadela. Me compenetro nas suas ações e atenção, e com isso consigo acalmar a mente e exercitar a atenção plena.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta