Um passado cheio de remorsos.

Houve época em que olhava para o meu passado com um olhar bastante melancólico.

Não podia relembrar um episódio do passado sem sentir uma pontinha de remorso ou arrependimento.

Ainda sinto uma vez ou outra essa sensação, mas consegui, em grande parte, me livrar de todas essas coisas negativas do passado.

O passado já passou, e sei que é inútil querer um passado melhor.

Mais serenidade:

Quando olho as coisas com mais serenidade, até as dificuldades que tive quando jovem, me parecem distantes e atenuadas.

Sei que aprendi a lição, e grande parte daquilo que sou hoje, devo ao empenho que dediquei a enfrentar as adversidades.

Muitas vezes pensei em desejar uma vida mais fácil, e que as coisas viessem sem ter que me matar de trabalhar, mas aprendi que esse é um pensamento irreal e inadequado.

A vida não tem sido fácil para mim também, mas sou feliz a despeito de tudo.

Tive muitas bênçãos e fui agraciado com muitas qualidades.

A minha criação também foi abençoada e agradeço seguidamente as lições que aprendi no convívio familiar.

Das coisas valiosas que aprendi é não ter preguiça para qualquer atividade, seja física ou mental.

Não recuso qualquer tarefa, seja simples ou complexa, seja árdua ou singela.

Hoje, vejo a recompensa de ter transformado o passado em amigo. O aceito tal qual é agradeço tudo que tive.

Gratidão:

Sei que a gratidão é condição para receber mais, e assim tem acontecido na minha vida.

Recebi muito e sigo recebendo.

Não tenho qualquer bem material substantivo, mas tenho tudo que preciso.

Posso ter mais, mas não faço disso o meu objetivo, o meu projeto pessoal.

Aprender com o passado é fundamental, e para isso tive que fazer as pazes com ele.

Olhar para o passado com intimidade e humildade me permitiu entender que o futuro pode ser ainda melhor.

Mas o futuro também deixou de ser minha obsessão.

Quer estar aqui e agora, em paz comigo mesmo.

Beco

frase do dezembro

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta