Um futuro amedrontador.

Quantos problemas medonhos me esperam no futuro?

Porque temos a tendência de temer um futuro pior?

Li outro dia sobre uma pessoa, que ao chegar ao final da vida concluiu que aqueles problemas medonhos que imaginou, nunca aconteceram. As desgraças nunca vieram.

Pois é, nós temos esse péssimo costume de sofrer por coisas que nunca acontecerão.

Esse futuro desgraçado e devastador nunca vai chegar.

Afastar o sofrimento:

Temos que parar de sofrer como se isso fosse a nossa única alternativa.

Sei que posso ser feliz, e vou fazer de tudo para que isso aconteça.

O futuro é sempre melhor por vários motivos.

Primeiro ponto é que me sinto mais preparado para enfrentar as adversidades. Me sinto mais maduro e consigo ter tranquilidade para analisar as situações.

O segundo ponto, é que as circunstâncias desastrosas que imaginei lá no passado não se confirmaram.

Portanto, tenho que fazer um esforço para minimizar essa tendência alarmista que todos temos, até por um instinto de sobrevivência.

Medo:

Quando éramos habitantes das cavernas, milhões de anos atrás, tínhamos que imaginar o pior, afinal éramos caçados por muitos animais.

Hoje percebo que a realidade mudou bastante, e não preciso me estressar sem motivo.

Não devo fazer tempestade em copo d’água.

Aquela nuvem que está se formando no horizonte pode nunca chegar até aqui. O vento pode tirá-la do meu caminho, e a nuvem pode dissipar por si só. Enfim, a tempestade pode não me atingir.

Devo estar preparado, mas não há porque me apavorar.

Sei que posso ser feliz enquanto enfrento as adversidades.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta