Um dia de cada vez.

Eu tenho que dar conta do recado.

Tenho que assumir a responsabilidade sobre a minha vida.

Os problemas são muitos, mas tenho que ter a capacidade de resolvê-los.

Não posso reclamar da minha cruz, nem posso fugir dos problemas.

Mas acima de tudo, tenho que viver um dia de cada vez.

Hoje:

Tenho que entender que não preciso fazer tudo hoje.

Nem todos os problemas exigem uma solução hoje.

Tenho que aceitar que amanhã, independentemente do que eu faça hoje, terei outras 24 horas novinhas em folha.

Às vezes, a revisão que fazemos dos problemas da vida, nos deixa desanimado.

Tenho plena consciência dos problemas que terei que enfrentar depois da Páscoa.

Semana que vem:

Sei que coisas espinhosas me esperam na próxima semana.

Mas sei também que hoje, exatamente hoje, não há nada que eu possa fazer a respeito.

Quando dizemos que a vida se vive um dia de cada vez, não é deixar de se antecipar aos problemas ou tomar certas providências preliminares.

Um dia de cada vez, é fazer o que há para ser feito hoje.

Um dia de cada vez é não permitir que a preocupação com o amanhã tire a alegria de viver o dia de hoje.

Sabendo que a preocupação, na maioria das situações não nos prepara para os problemas de amanhã, temos que nos concentrar em cada situação e viver a alegria do momento presente.

Não quero dizer que devemos nos alienar com relação ao horizonte da vida, mas simplesmente apreciar a vida onde ela realmente ganha vida – aqui e agora.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta