Um conselho: em vez de sofrer com a realidade seja mais transigente

Um conselho: em vez de sofrer com a realidade seja mais transigente

Não seja tão rígido nas suas convicções, a vida muda, o mundo evolui, e a idade vai te trazer um novo olhar para a grande maioria dos assuntos.

Seja mais flexível. Não seja tão cabeça dura e a vida vai te parecer menos complicada.

A intransigência nos faz infelizes a cada decisão e a cada desdobramento. Sofremos imensamente com tudo que foge ao nosso controle, a ansiedade e o estresse tomam conta.

Temos que desenvolver a capacidade de aceitar resultados diferentes daqueles que esperamos, e aceitar comportamentos que diferem dos padrões de perfeição que tentamos enquadrar os outros.

Com o tempo e a idade é bom acreditar que o ideal e a perfeição são inatingíveis e devemos aproveitar a vida mesmo que não seja perfeita, ideal ou justa.

A frustração doentia está muito relacionada à intolerância, à intransigência e a falta de aceitação daquilo que está fora do nosso controle.

Inflexibilidade:

A cabeça dura sempre machucada é resultado de ficar martelando em coisas inúteis.

Os punhos feridos também é resultado de tanto dar murro em ponta de faca.

Reduza o estresse sendo mais tolerante, não seja tão pau ou pedra, preto ou branco.

A transigência é também uma atitude positiva em relação à vida, e a flexibilidade é algo que precisa ser exercitado todo momento.

Torne as expectativas um pouco elásticas, de tal modo que fique um espaço para o contentamento, a felicidade e o bem-estar.

Qualquer mudança nos planos pode frustrar o inflexível. A inflexibilidade não deixa qualquer espaço para a satisfação – estaremos sempre insatisfeitos.

Não é razoável esperar a perfeição dos outros e nem de nós próprios.

Acredite que as coisas vão se encaixar. Trabalhe a impaciência.

A intolerância também é a raiz de inúmeros conflitos e insatisfações.

Os povos mais tolerantes são mais felizes, é o que conseguimos compreender agora.

Acompanhe os acontecimentos e a realidade, e rearranje suas expectativas. Não fique paralisado, segurando firme numa posição que não condiz com a realidade presente.

As circunstâncias nos brindam com surpresas e dificuldades, e é a realidade da vida. Atente para o imprevisto, lide com novas situações e exercite a transigência para melhorar seu bem-estar.

Aprenda que é melhor trabalhar um pouco a flexibilidade das suas expectativas do que distorcer a realidade dos fatos.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta