Três dicas preciosas para você fazer o que gosta

Três dicas preciosas para você fazer o que gosta

Não deveríamos ter que ser lembrados sobre fazer o que gostamos, mas sei que não funciona assim.

Queremos o nosso bem-esta, mas nos distraímos com frequência e acabamos indo com a maré, fazendo o que sequer gostamos, e consequentemente acabamos infelizes.

Comparecemos a eventos que nos aborrecem, interagimos com pessoas que nos desprezam e comemos coisas que nos fazem sentir mal depois de algumas horas.

Sabemos disso tudo de antemão, mas não só fazemos o que não gostamos, quando deixamos de fazer um montão de coisas que adoramos.

Não realizamos aquele passeio que nos daria um enorme prazer, não convidamos o amigo do coração para jantar, e não dedicamos sequer uma hora para ler algo enriquecedor.

Mas tudo isso merece um conserto. Podemos colocar em pratica algumas coisas.

Faça uma lista:

Faça uma lista do que gosta e do que não gosta, e tome a decisão de fazer mais aquilo que traz satisfação.

Procure colocar total atenção naquilo que faz, especialmente o seu trabalho. Goste do que faz. Trabalhe sem distrações mentais, pois isso complica mais a sua conexão com o trabalho.

Identifique aquilo que chama a sua atenção. Qual é a atividade em que você não vê o tempo passar?

Perceba onde está o seu talento natural. Qual é a tarefa que todos pedem a sua ajuda? Qual é o trabalho para o qual não economizam elogios para você?

Ninguém consegue fugir de atividade laboral, uma profissão, uma carreira, mas podemos nos esforçar para gostar do que fazemos.

Fazemos coisas chatas, toleramos gente chata e trabalho enfadonho, mas a atenção objetiva em tudo que nos demandam fazer pode dar uma dica para apreciar mais o que fazemos.

Sobretudo, siga estas 3 dicas:

-Liste as pessoas que te deixam mais feliz – fique mais perto deles.

-Liste as pessoas que te puxam para baixo – se afaste deles.

-Siga suas paixões, a sua bússola interna e fique bem.

Rubens Sakay (Beco)

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta