Tenha uma vida intensa e plena.

Não encha a vida de compromissos sociais banais, encha a vida do que realmente te traz satisfação. Faça o que realmente lhe dá prazer.

Aprenda a decifrar o que vem lá de dentro da sua alma.

Entenda as chamadas do seu ser interior.

Se você não recebe chamada alguma, e vive por conta do mundo exterior, do materialista e da futilidade, fique atento – você pode receber a chamada quando for tarde demais.

Identifique o que te impede e o que te impulsiona para o crescimento pessoal.

O que te dá imensa alegria, satisfação, sentimento de liberdade e realização?

O que desperta a sua paixão?

Dentre todas as escolhas que você fizer, escolha viver a sua vida de maneira plena e intensa.

A vida é curta e única para ser desperdiçada com caminhos e receitas que te levam à  infelicidade.

Do mesmo modo, devemos estabelecer relacionamentos sinceros e profundos com as outras pessoas. As pessoas superficiais e mesquinhas não devem fazer parte desse time.

Não sabote a si mesmo na jornada do crescimento – não busque atalhos perigosos.

A propósito, você já viu um peixe de aquário?

Naqueles aquários redondos e pequenos?

Pois é, a vida pode ser assim, uma rotina diária repetitiva, sem sentido, sem entusiasmo, sem possibilidades, sem alternativas.

Algumas pessoas se colocam propositalmente dentro de aquários tais como esse, sem qualquer razão.

Escolha o caminho fascinante do auto-conhecimento.

Não perca tempo – aplique no dia-a-dia o que aprendeu sobre si próprio, suas vontades e desejos.

Realize e eleve sua auto-estima.

Fortaleça suas forças e deixe passar as coisas negativas.

Explore as possibilidades de ser uma pessoa plena, de viver uma vida plena.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta