É hora de suar a camisa

Quantas pessoas bem sucedidas gostamos de citar e imitar? Especialmente quando falamos de celebridades do esporte, mais evidente fica a máxima de que temos que suar a camisa. Não há talento que se sobressaia sem uma dose cavalar de esforço, diligência e determinação. Tem que suar a camisa.

Muitas vezes o resultado demora e só chega ao final da empreitada, mas o esforço não permite relaxamento.

Quando pessoas famosas são entrevistadas, sempre esperamos que revelem algum segredo, um inigualável talento para aquilo que acabou se destacando, mas no final, o que conhecemos é uma perseverança e um esforço continuado excepcional.

Isso vale para tudo que fazemos na nossa vida.

Fracassos:

Muitos fracassos são explicados pela falta de empenho, decisões tomadas sem cuidado e falta de seriedade na condução dos projetos.

Gostamos de externalizar as explicações para o que deu errado, o mercado, os concorrentes, o governo, mas no fundo, em vários momentos, deixamos a desejar. Relaxamos um pouco, e o circulo vicioso se estabeleceu -resultados pobres, perda do ânimo, do ritmo e do esforço.

Se queremos resultados excepcionais, temos que mostrar um empenho igualmente invejável.

Podemos contar com um golpe de sorte, mas a sorte acontece mais para aqueles que perseveram.

Os objetivos precisam ser claros, e perseguidos com constância de propósito.

A falta de foco e a dispersão dos esforços levam a resultados ocasionais, inadequados, e nos tiram o entusiasmo.

Raras são as empreitadas que exigem um Sprint, um esforço concentrado e singular. Quase tudo que fazemos requer mesmo um esforço moderado, mas constante, diligente, e para isso, temos que ter muita disciplina.

Esse hábito, a qualidade da perseverança deve ser exercitado, e especialmente na educação dos filhos, temos que dar o exemplo.

Dizem que os filhos se educam nos olhando pelas costas, aprendendo com o exemplo que damos.

Perseverança nos leva a realizações e a aplicação plena do nosso potencial.                                            R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked