viva bem Posts

Não se deixe consumir pela raiva

Não se deixe consumir pela raiva

Temos muitos motivos para sentir raiva, é uma coisa natural que vem lá de dentro do nosso ser ancestral. No entanto, temos que atentar para o fato que a raiva pode consumir a própria pessoa, e temos que fazer alguma coisa para evitar.

É um mal que infligimos a nós mesmos, e fazemos mal ao ambiente e às pessoas à nossa volta.

Nos ensina Thich Nhat Hanh em seu livro “Aprendendo a lidar com a raiva”,

O poder da nossa mente.

O maior poder que temos para mudar a realidade, não é atuando sobre ela, mas mudando a nossa mente e a maneira como enxergamos cada coisa na nossa vida.

Nas adversidades, podemos enxergar lições e aprendizagem.

Nas realizações e alegrias, podemos enxergar bênçãos e experimentar a gratidão.

Mas podemos também fazer o oposto. Mesmo com evidências positivas, enxergar o desastre o fracasso.

Está ruim, mas está bem.

Não tenho dúvidas que a vida é temperada com coisas boas e coisas ruins.

Por esse motivo, sempre comento que, tirando as coisas ruins, o resto está bem.

É importante desenvolver a capacidade de enxergar as coisas boas da vida, não perdendo nenhuma chance de usufruir plenamente quando tais momentos chegarem, e mais do que isso, aproveitar as adversidades para aprender e crescer.

Saboreie a vida.

Não fique tão distraído e saboreie a vida em todos os aspectos. Caso você sinta que não está saboreando a vida, diminua a velocidade.

Se imagine trafegando numa rodovia dentro de um veículo em alta velocidade. É bastante provável que você não consiga perceber os detalhes da paisagem, o caminho, a beleza da natureza.

Por outro lado, se você reduzir a velocidade, vai perceber coisas que não estava percebendo, detalhes preciosos que estava perdendo do seu trajeto. Assim acontece com a nossa vida.

Quando estamos correndo, agenda cheia, mil compromissos, nos perdemos no tempo e no espaço, e perdemos a riqueza da vida.