viva bem com os outros Posts

Não julgue tanto as pessoas.

Quem julga muito ama pouco. Não julgue tanto as pessoas.

Já dizia Madre Tereza, quem perde muito tempo julgando as pessoas, não tem tempo para amá-las, e eu acho isso absolutamente verdadeiro, pois o julgamento não deixa espaço para o amor, a apreciação, a admiração.

Pensamos estar sendo racionais, fazendo um julgamento imparcial e objetivo, mas estamos impedindo que os nossos relacionamentos sejam virtuosos, que o amor ultrapasse essa dura capa de prepotência e arrogância que estamos construindo ao julgar os outros.

Tenho muito em comum com outras pessoas.

Conheço pessoas diferentes, mas quanto mais penso nas diferenças, mais vejo que temos coisas em comum.

Tantos interesses comuns nos trazem oportunidades para experimentar, conhecer e compartilhar.

Fazer parte de grupos que compartilham os mesmos interesses é uma alegria construtiva, algo confortável que devemos buscar e preservar.

O sentimento de pertencimento nos traz um bem estar enorme, uma necessidade que está gravada no nosso DNA.