Solidão Posts

A solidão pode matar

A solidão pode matar

O maior risco para a vida das pessoas é a solidão. Mais do que as doenças, mais do que tudo que você pode imaginar. Muitas doenças aparecem e se desenvolvem no árido terreno da solidão.

Recentemente assisti à palestra da Dra. Lissa Rankin, medica, pesquisadora e autora que abordava naquela oportunidade a importância de se preocupar com a solidão.

7 Razões para você não fazer fofocas

7 Razões para você não fazer fofocas

Fofocas provocam um mal nas pessoas impactadas e também nas pessoas que se utilizam desse recurso nocivo e destrutivo.

Longe demais para ser abraçada.

Não fique longe demais para ser abraçada.

Às vezes nos afastamos demais das pessoas. Temos receio de ser mal tratada, temos terríveis lembranças de quanto servimos de capacho.

Fazemos isso como um rato de laboratório – simplesmente ficamos distantes da tigela que dá choques elétricos.

Me sinto abandonado.

Já comentei que a felicidade é contagiosa, e os estudos acadêmicos mostram que a solidão também é contagiosa, como mostram os resultados conduzidos por John Cacioppo da Universidade de Chicago.

Quando nos sentimos sós e abandonados, temos uma maior tendência de desenvolver interações negativos com pessoas não solitárias.

Nem é preciso dizer que isso afasta os nossos amigos saudáveis.

O interessante no estudo é a constatação de que as mulheres têm maior chance de receber a contaminação da solidão dos seus amigos.

Evite a solidão.

Podemos estar sós e não nos sentirmos sós, abandonados, desprotegidos, esquecidos.

Há uma grande diferença entre solitude e solidão, embora se veja comumente utilizadas da mesma forma.

A solidão é marcada pela sensação negativa de algo está faltando, a sensação de isolamento mesmo na presença de outras pessoas.

A solitude, por outro lado, é um estado desejável, principalmente no frenético mundo atual, quando a pessoa quer estar só, sem se sentir só ou abandonada.

Na solitude, a pessoa está com ela mesma, e é um momento para reflexão, uma procura interna pelo crescimento pessoal, o contato profundo com a natureza e com si mesmo.

Enquanto a solitude traz uma sensação de completeza, a solidão traz o vazio.

Na solidão, a pessoa não encontrou a ela mesma.

Temos que aprender a lidar com a solidão e exercitar os mecanismos para evitá-la.

Mary Jakzsch do blog Goodlifezen passa as seguintes recomendações:

1-Pratique a gentileza- faça isso todos os dias e vai gostar mais de estar com as pessoas.

2-Faça trabalho voluntário, se junte a algum grupo.

3-Faça algo produtivo, não fique parado.

4-Se divirta, se junte a um grupo de dança, faça artesanato.

5-Comece um hobby, se junte a um grupo de atividade.

6-Pegue o telefone, escreva, mande um email.

7-Se exercite, se junte a um grupo de exercício.

8-Saia para caminhadas diárias.

9-Se junte a um grupo de discussão.

10-Encontre amigos mesmo que pela internet.

Infelizmente o ritmo frenético da vida moderna não contribui para a interação humana – os núcleos familiares são pequenos, há o choque de gerações, os casais levam vidas paralelas.

Esses ingredientes podem conduzir a um ciclo vicioso do isolamento, a ruminação dos problemas, conflitos nos relacionamentos e eventualmente a aquisição de hábitos nocivos à saúde, a gula, dependência química de álcool e drogas.

A solidão é a alienação da vida.

Não se deixe afundar. Desperte para a vida.

Encontre mais vida na sua vida. Busque significado nas coisas que faz.

Beco