serenidade Posts

Ficar triste de vez em quando é bom

Ficar triste de vez em quando é bom

Inevitável ficar triste em determinadas circunstâncias. Queremos sempre um ambiente de alegria, só coisas boas nos acontecendo, mas isso não é a realidade para ninguém.

Aceite os momentos tristes, pois a vida não é um mar de rosas. Há momentos que a coisa pega pra valer.

Aceite a tristeza com a confiança de que momentos felizes chegarão. Tudo na vida passa, e os momentos tristes também passarão.

A tristeza é um sentimento genuíno, é o luto por alguma dor que tenha te abatido.

Para aceitar a tristeza é preciso compaixão por si mesmo, afastar qualquer sentimento de vítima, ou pena de si próprio.

Não dê importância a coisas pequenas e pouco importantes

Não dê importância a coisas pequenas e pouco importantes

Avalie sempre a importância que dá às coisas. Temos todos nós uma capacidade de distração incrível, especialmente quando as coisas são negativas. A nossa mente funciona assim, se apegando a coisas que nos incomodam de alguma maneira. Quanto mais tentamos nos livrar de tal pensamento, mais ele gruda na nossa mente.

Damos importância a tantas coisas que na verdade são insignificantes.

O pior é quando nos aborrecemos por coisas miúdas, gastando a nossa energia, paciência e aumentando o nosso estresse.

Já comentei isso numa postagem anterior: tire a cabeça das picuinhas.

Uma postagem antiga de Ali Hale me deu algumas dicas. I worry constantly about lots of little things.

As coisas pequenas continuam na nossa cabeça e tomam o nosso sono, tiram o nosso apetite, quando não nos empurram para a geladeira e o pote de sorvete.

Deus olha por você quando ninguém mais olha

Deus olha por você quando ninguém mais olha

Não raro nos sentimos abandonados em desespero como se tudo que pudesse acontecer de errado viesse a acontecer exatamente com a gente naquele exato momento.

A vida é realmente uma luta sem fim, luta dura, na qual um descanso tem que ser seguido por outro período de determinação, resiliência e dedicação.

Não estamos sós, e especialmente quando nos encontramos em amargura, temos que acreditar, ter fé que vamos encontrar ajuda vinda lá de cima.

Uma caminhada para acalmar a mente

Uma caminhada para acalmar a mente

Acalmar a mente tem que ser uma prioridade no mundo corrido em que vivemos.

Costumo caminhar com a minha cadela de manhã e de tarde, e fico atento para aquilo que prende a atenção dela. A rua tem um tráfego intenso e pessoas cruzam o nosso caminho todo momento. Não quero nem de longe perturbar os outros com a ferocidade da minha companheira de caminhada.

Quando fazemos algo mecânico, sem rigor ou precisão, permitimos que a nossa mente vague por problemas fictícios. Julgamos as pessoas e nos preocupamos com coisas que não irão acontecer. Temos que afastar esse comportamento.

5 dicas para você se energizar

5 dicas para você se energizar

É muito comum chegarmos ao final do dia com o tanque vazio, o corpo e a mente implorando por um descanso. Temos que nos energizar, e quero passar as dicas de Katie Kallo que tive a chance de ler no excelente blog Good Life Zen.

Katie Kallo, brilhante blogueira, se diz agitada, correndo atrás de mil coisas. Aquela pessoa, que pela manhã, já desce da cama correndo.

Na sua reflexão sobre buscar ser produtiva, mas com serenidade, ela escreveu um pequeno receituário que eu traduzo aqui.

Fique bem consigo mesmo

Fique bem consigo mesmo

Fique bem consigo mesmo. Estar sozinho pode ser um desconforto, mas estar só, de bem consigo mesmo é um luxo que todos podem desfrutar.

Cabe distinguir a solidão, involuntária e negativa, da solitude, voluntária e resolvida.

Às vezes gostamos de ficar sós, se empenhar em atividades solitárias, como a leitura, arte ou trabalhos intelectuais diversos.

Encontre a paz e o conforto nos braços da serenidade

A pessoa que foi capaz de alcançar um estágio de serenidade sabe que é um sentimento de paz incomum. A serenidade um estado profundo de relaxamento no qual a mente adquire clareza dos problemas e das soluções..

A serenidade não é um estado de torpor emocional ou de anestesia, mas uma calma suficiente para enxergar com clareza o nosso caminho.

Clareza para discernir os obstáculos e encontrar maneiras de transpô-los, ou mesmo contorná-los.