se encha de coragem Posts

Não resista ao medo

Não resista ao medo. O que resiste persiste, e assim funciona também com o medo.

Quando nos preocupamos muito com o medo que nos domina, aumenta mais a capacidade dele nos imobilizar.

Aceite o medo com serenidade, como parte de você mesmo, e deixe ele ir embora. Não faça tanta resistência pois a sua mente acaba segurando e agarrando o medo com tanta força que não permite que ele se vá.

Não coloque tanta atenção e energia no medo, pois a nossa mente segura exatamente aquilo que queremos abandonar.

Se liberte de tantas amarras.

Imaginamos tantas limitações, e elas na verdade não existem.

Libere a pessoa capaz que tem dentro de si.

Se liberte de tantas amarras, tire-as da cabeça. Desafie cada uma delas e vai verificar que a grande maioria está apenas na sua imaginação.

Temos dificuldades sim, mas antes de serem limitações, elas são desafios e oportunidades para realizarmos o nosso potencial.

Quando estamos estressados perdemos de vista as oportunidades, e no meio da crise, as soluções passam pelo nosso nariz, mas estamos tão apavorados que nem enxergamos.

Não culpe as circunstâncias.

Não culpe as circunstâncias pelos seus fracassos ou resultados negativos.

Elas são parte da sua realidade e você tem que aprender a lidar com elas.

Enquanto culpamos as circunstâncias, não criamos as condições para que elas mudem e nos favoreçam.

O mundo que nos cerca é moldável, e temos que exercer esse poder que temos, para construir as situações que nos são favoráveis.

Uma pessoa mais forte.

Sei que sou uma pessoa mais forte. Usei bem os percalços da vida para me fortalecer. Funcionou para mim como uma academia de ginástica.

Como disse John F. Kennedy: não ore para ter uma vida mais fácil, mas sim para se tornar uma pessoa mais forte.

A vida não é fácil para ninguém, já sabemos disso, e aprendemos a perceber que todos carregam a sua cruz.

Quando estamos em sofrimento, temos a ilusão de que somos os únicos aquinhoados com tanto azar. Com o tempo, maturidade e serenidade, aprendemos que isso não é verdade.

O medo aprendido.

A despeito dos nossos medos gravados no nosso DNA, seguimos aprendendo novas maneiras de medo.

Temos que ficar atento para evitar que a mala tão cheia de medo nos impeça de viajar nessa jornada da vida.

O medo pode nos paralisar, e a vida não é assim tão perigosa.

Aprendemos a ter medo de não ser aceito, de passar vergonha, de não dar conta do recado.