rótulos Posts

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes podem estar sendo negligenciadas. Nos preocupamos com tantas miudezas, futilidades e coisas sem importância. Com isso, não nos sobra energia, ou capacidade mental e emocional para lidar com as coisas mais importantes na nossa vida.

As pequenas irritações cotidianas.

O cotidiano frenético nos premia com muitas pequenas irritações.

Não as vemos.

Parecem invisíveis.

Não damos importância, mas elas se acumulam, se repetem e podem nos conduzir à uma situação de grande estresse.

Não coloque rótulos nas pessoas.

Fulano é mesquinho, cicrano é interesseiro.

Pare de rotular as pessoas, e não coloque rótulos em si próprio.

Sempre que colocamos rótulos nos outros, estamos praticando um  julgamento, na maioria das vezes preconceituoso.

Quando o fazemos em nós mesmos, estamos criando limitações nas quais acabamos acreditando.

Não sou bom nisso. É rótulo, e vai te limitar.

Não mereço isso. É rótulo e você vai acabar se auto-sabotando.

Rotular é um comportamento quase imperceptível onde categorizamos, enquadramos e classificamos as pessoas.

É um campo vasto para o preconceito, julgamentos equivocados, muitas vezes baseados em experiências muito antigas e insignificantes.

Se o rótulo for inevitável, como forma de sobrevivência e auto-preservação, faça como fazemos para rotular frascos de remédio e de veneno.

Lembre-se, não fazemos isso olhando a embalagem. Procuramos identificar o conteúdo e suas propriedades fundamentais, e só após uma análise acurada colocamos o rótulo.

Aprenda mais sobre as pessoas.

Não se valha do disse me disse.

Avalie o caráter das pessoas, e não a sua embalagem.

Beco