reflexão Posts

Feliz em 30 segundos

Feliz em 30 segundos

Seja feliz em 30 segundos. Não vou passar nenhuma fórmula mágica, mas experimente essa receita e me diga se não dá resultado. Faça agora mesmo, e faça de maneira honesta e compenetrada.

Uma carta que mudou minha vida e você pode receber

Uma carta que mudou minha vida e você pode receber

Quero trazer uma reflexão sobre uma carta que mudou minha vida para sempre.

Temos que refletir seguidamente se estamos fazendo as escolhas certas, decidindo o que é melhor para nós mesmos.

Este caminho está te levando para o seu destino desejado?

Se não, faça uma reflexão do que deve fazer para que o seu caminhar seja mais consistente e tenha um significado verdadeiro.

Mesmo que não consiga mudar nada agora, só de pensar um pouco, você se sentirá mais na direção de onde quer chegar.

Uma pergunta que pode mudar a sua vida

Uma pergunta que pode mudar a sua vida

Uma lição valiosa que aprendi sobre uma pergunta que pode mudar a sua vida e vou compartilhar.

Temos muitas dúvidas sobre as nossas ações, decisões e escolhas que fazemos todos os dias.

Será que estamos fazendo a coisa certa? A decisão é adequada? Estamos fazendo a melhor escolha?

Aprendi que estas reflexões são boas, mas a pergunta que se sobrepõe a todas elas, e que se aprendermos a formulá-la. Ela pode efetivamente mudar a nossa vida é uma completamente diferente.

Não tenho que me sentir culpado.

Sei que não que me sentir culpado por tudo que acontece.

Quando olhamos para os nossos erros do passado, temos uma tendência natural, mas equivocada, de julgar a si mesmo com enquadre e a perspectiva atual.

Somos hoje, diferentes do que éramos no passado quando eventualmente falhamos ou não fomos capazes de dar o melhor encaminhamento aos problemas da época.

Escreveu Paulo Coelho para o G1 em 21 de maio de 2013:

O fluxo natural da experiência.

Deixe a vida te ensinar.

Não devemos lutar contra a corrente natural da experiência pessoal.

As adversidades vêm e vão – e nos ensinam um bocado de coisas.

Tudo que você sabe hoje, e não digo da matemática ou biologia, mas sim da perseverança, honestidade, compaixão, amizade, cooperação e tantos outros elementos, você os aprendeu de experiências passadas.

Cuide de si.

Não aprisione os seus sentimentos como água engarrafada. Compartilhe com as pessoas mais íntimas.

Diga não quando preciso, e estabeleça limites nos relacionamentos. Preserve a sua individualidade.

Se exercite, alongue e repouse e cuide da saúde física.

Se alimente adequadamente e tenha um momento para relaxar.

Seja positivo e dê espaço para uma vida espiritual.

Não perca uma oportunidade para aprender.

Não pare de aprender sobre si mesmo

Se conheça melhor, e aprenda a se recompensar.

Se ligue nas pessoas amigas e familiares. Não fique só.

Sorria mais – dê boas gargalhadas – aprecie a vida.

Festeje – comemore – compartilhe.

Num momento de agonia, medite e restabeleça a harmonia.

Passe mais tempo com pessoas – não se esconda atrás do monitor.

Preste atenção cuidadosa com as causas do seu estresse – ataque a coisa na raiz.

Aprenda a lidar com as situações difíceis e inevitáveis .

Como ensina Cheryl Richardson no livro: “ Take time for yourself” – dedique tempo a si próprio:

Muitas vezes descuidamos de si próprio – os sinais de que assim fazemos são evidentes – nada fazemos a respeito.

1- evitamos pensar em si próprio como se fosse uma atitude fria e egoísta;

2-conduzimos uma agenda repleta de coisas, nos sentimos exaustos, e na verdade, as nossas prioridades pessoais não estão contempladas;

3-sentimos a nossa energia drenada pelas pessoas, familiares,a casa bagunçada, e constantes reclamações.

4-estamos endividadas, comprando coisas que não tem significado para si próprio  e não conseguimos sair dessa roda vida;

5-nos sentimos alimentados e viciados na adrenalina da correria, um compromisso atrás do outro, sem tempo para uma paz de espírito;

6-nos sentimos isolados, sem grupo, sem tribo, sem conexão com as pessoas.

7-a espiritualidade foi colocada em último lugar.

Ainda sobre isso, a cardiologista Marianne Legato observa no seu livro- Why men never remember and women never forget: porque os homens nunca se lembram e as mulheres nunca se esquecem.

– quando estamos sempre reagindo às coisas é sinal de que estamos cuidando dos outros.

-você tem que ter um senso de controle sobre sua vida e aí está cuidando de si.

Passe adiante.

Beco

O que você está pensando?

O que você está pensando?

A rotina é uma coisa interessante. Por um lado nos trás conforto e estabilidade, e por outro lado acabamos perdendo o que nos é mais precioso – a capacidade de pensar.

A rotina é para não pensar.

Nos acostumamos com o piloto automático, o que é lamentável.

Pense – escreva – reflita.

Assim como é  importante dar uma parada na rotina para se voltar para dentro de si, é importante retomar a capacidade de pensar.

Faça isso todos os dias.

Mais do que pensar, o refletir sobre os momentos, sobre as bênçãos recebidas, sobre as pessoas que nos cercam, sobre a nossa busca pessoal – tudo isso dá sentido à nossa vida.

Não fazer isso, é passar a vida sem ter vivido, só no piloto automático.

Eu tenho praticado algo muito gratificante que é escrever sobre todas as passagens importantes da minha vida. Escrever fatalmente nos conduz a uma reflexão profunda, do que valeu a pena, das lições que aprendi. Tenho com isso sentido uma enorme gratidão por ter vivido tudo o que vivi até o momento e ainda ter conhecido todas as pessoas que conheci.

Aprendi que os bons momentos passam como um relâmpago, e se não pararmos para apreciar, perdemos.

E o tempo flui como a água do rio – é um movimento natural que não dá para segurar.

Nas reflexões, sempre me vem a frase de Gretchen Rubin e seu vídeo sobre: The years are short (os dias são longos mas os anos são curtos).

Passe adiante.

Beco