Problemas Posts

Se livre do tsunami mental mesmo sendo realista

Se livre do tsunami mental mesmo sendo realista

A vida é difícil mais ainda assim é boa, e podemos aproveitar, saborear e ser feliz com tudo que já temos.

Não raro, criamos cenários catastróficos na nossa mente, e nos deixamos assombrar por acontecimentos desastrosos que nunca irão acontecer.

Alguns recomendações que podem te ajudar.

Imagine a solução e os problemas irão se resolver

Imagine a solução e os problemas irão se resolver

Muitas vezes ficamos tão sufocados e amedrontados com os problemas que não atinamos mais nas soluções.

É muito comum, quando nos defrontamos com um problema, ter a mente tão ocupada com o problema em si, que sobra pouco espaço para as soluções, para o próprio prazer de viver.

A mente roda em círculos e a solução parece uma coisa longínqua, e os problemas parecem não ter fim.

Pense na solução. Pense no problema solucionado e eliminado.

Olhe para as barreiras sim, mas pense nelas sobrepujadas, ultrapassadas – olhe para as suas habilidades e as arranje de modo a ajudar nessa empreitada.

Não peça para que as dificuldades desapareçam

Não peça para que as dificuldades desapareçam

Quando você estiver vivendo dificuldades, lute de cabeça erguida e procure aprender com elas.

Não peça para que as dificuldades desapareçam, pois elas representam a sua escola.

As dificuldades fazem parte da nossa vida. Lidando com elas, e aprendendo a solucioná-las é a forma como crescemos. Não peça para que elas desapareçam, e sim para que você tenha os seus caminhos iluminados para melhor lidar com elas.

A ajuda pode vir de alguém que aparece de repente, uma luz, uma inspiração para dar conta das dificuldades.

Uma serenidade repentina e o conforto de que não estamos sozinhos.

Cada um tem sua cruz

Cada um tem sua cruz

Cada um tem sua cruz, e não devemos reclamar daquela que nos foi dado carregar. Ninguém está livre de problemas e temos que encarar essa jornada com alegria e de cabeça erguida.

A vida é dura, mas ficar reclamando da carga que tem que carregar vai torná-la mais pesada. Pare de reclamar e siga em frente.

Você já se pegou pensando: “eu não queria ter os problemas que ele tem.”

Pois é, cada um tem a carga de problemas que deveria ter.

Dizem os budistas que a única coisa comum entre os homens é o sofrimento.

Não exagere nos problemas

Não exagere nos problemas

Não fique exagerando quando fala de seus problemas, pois você mesmo vai acabar acreditando que a vida é uma empreitada fracassada.

Dê a verdadeira dimensão aos seus problemas. Problemas pequenos são pequenos, e na maioria das vezes são pequenos.

Não dramatize. Não aumente o tamanho dos problemas. Deixe-os na proporção exata.

Localize-os no tempo. Não é razoável antecipar muito a preocupação com coisas que podem acontecer lá na frente. Muitas dessas coisas sequer acontecerão.

O que aprendi com a crise

Tire proveito da crise, sempre ouvimos. Mas sabemos que é muito difícil atinar sobre isso no meio da tempestade.

Mas o nosso cérebro e a nossa intuição aprende em qualquer situação. Saiba que enquanto você está apavorado com tudo de ruim que está te acontecendo, alguma coisa está mudando em você.

Um pouco mais adiante, olhando a crise depois que aconteceu, podemos rememorar e nos dar conta das lições que aprendemos.

Posso me sentir grato por alguma coisa?

Sou uma pessoa melhor?

Sou uma pessoa renovada?

A vida não é uma tragédia

Coisas ruins podem acontecer, e os problemas podem querer te derrotar, mas a vida não é uma tragédia.

Muita dor e períodos longos de sofrimento parecem apontar para uma luta sem fim, mas temos que enxergar a luz no final do túnel. Se o fundo do poço parece chegar, dê um impulso com os pés e se lance para cima.

Não há vida sem sofrimento, e nada vem por acaso. A árdua luta de hoje vai mostrar o seu valor um pouco mais adiante.

Temos muito para reclamar da vida, mas não devemos.