oração da serenidade Posts

Aceitação não quer dizer aguentar tudo

Aceitação não quer dizer aguentar tudo

Aceitação não quer dizer aguentar tudo, se fazer de capacho dos outros.

Precisamos aceitar aquilo que está fora do nosso controle. Parar de carregar pedras na mochila, dar murro em ponta de faca. Aceite a vida por inteiro. Saboreie a vida como ela lhe foi agraciada.

Serenidade.

A mensagem do mês de agosto é buscar a serenidade.

Não tenho na cabeça a contagem, mas acredito que este é o tema mais abordado neste blog.

Porque a serenidade é importante para a sua felicidade?

Sabemos que a serenidade é importante para tantas coisas, faz bem à sua saúde, te ajuda a se conectar com o seu lado espiritual, mas e a felicidade?

Enxergando problemas por toda parte.

Evite a contaminação de tudo na vida por conta de alguns pequenos problemas.

Quando só enxergamos problemas, não enxergamos as soluções.

Quando olhamos muitas pedras no caminho, espalhadas por toda parte, uma dificuldade atrás da outra, está na hora de buscar a serenidade.

Está na hora de assumir um distanciamento emocional.

Dê um passo para trás e olhe para as dificuldades como quem olha de fora, com mais imparcialidade, com mais calma.

Você vai ver que algumas pedras podem se encaixar uma na outra e formar uma escada para o seu próprio crescimento.

Como já comentei, uma pedra pode formar um muro ou uma morada. Uma situação dura e pesada certamente vai se transformar numa lição valiosa.

Problemas? – quem não tem.

Temos que levantar a nossa mirada para enxergar os problemas se resolvendo, as soluções se revelando.
Lembre-se você nunca está só.

Há sempre uma Força Superior que vai atuar quando for necessária.

Por vezes julgamos que a nossa situação é pior que a dos outros.

Vemos as pessoas tranqüilas e nos perguntamos.

Será que elas têm problemas?

Será que só eu tenho que carregar esta cruz?

Não tenha esta ilusão.

Cada um carrega a própria cruz, e diz um ditado antigo que se soubermos o tamanho da cruz dos outros, escolheríamos ficar com a nossa mesmo.

Procure os amigos. Eles estão sempre prontos a ajudar.

Se apóie na oração da serenidade, ela é sempre um bálsamo para os momentos de crise.

Alguns lutam com problemas de longa data, e para estes, aprender a aceitar as coisas que não estão no seu alcance é o melhor caminho.

Não podemos mudar o passado, não podemos melhorar o que já passou, mas podemos nos empenhar para construir um futuro melhor agora mesmo.

Faça o que está ao seu alcance.

Beco

A serenidade é um cobertor quente e aconchegante.

Às vezes estamos deitados inquietos e com frio.

Nos remexemos, não encontramos posição, até que percebemos que estamos é com frio.

Pegamos um cobertor, e devagarzinho vamos sentindo o calor aconchegante tomar conta da gente.

Vamos nos acalmando e nos aquietando e adormecemos serenamente.

O mesmo acontece quando estamos despertos, mas tão confusos que sequer conseguimos conduzir as atividades do cotidiano, atormentados que estamos por tantos problemas que passa pela nossa mente.

Recorremos à Oração da Serenidade, lemos diversas vezes, nos compenetramos, e assim como um cobertor aconchegante, sentimos a serenidade neutralizar todo o medo que sentimos.

Vamos cessando o frenético diálogo mental consigo mesmo.

Deixamos de lado o passado. Deixamos aquietar as preocupações acerca do futuro.

Deixamos o calor da serenidade tomar conta de nós.

Ao deixarmos os pensamentos saírem da nossa mente, calmamente, deixamos a natureza que nos cerca preencher cada pequeno espaço do nosso ser.

O silencio do quarto, a penumbra, o barulho da chuva caindo, um cachorro que late ao longe, cada expressão da natureza preenche e expulsa a nossa inquietação interna.

Se libere também dessa vontade de controlar tudo na sua vida.

Muita coisa está fora do seu alcance, e está bem assim. Aceite a vida como ela é.

Tenha sempre à mão a Oração da Serenidade, ela será a fiel companheira nos momentos de grande perturbação.

Quando estamos na correria do cotidiano, não encontramos tempo para nada, mas quando somos tomados pela serenidade, nos sobra tempo para tudo que temos que fazer.

A serenidade é o porto seguro, é a proteção divina e a paz consigo mesmo.

Beco

Se desligue com responsabilidade.

Depois que você fez tudo o que devia, deixe a coisa acontecer. Não fique matutando excessivamente se vai dar certo, se vai acontecer. Faça a sua parte e relaxe.

Não quer dizer em absoluto largar o corpo.

Aja com um desligamento responsável.

Depois de tudo feito, acredite que vai dar certo, deixe acontecer e enquanto isso, se dedique a alguma coisa agradável. Tome um sorvete, coma um chocolate, ouça uma música. Faça uma viagem. Visite um amigo. Leia um livro.

As coisas levam tempo para acontecer. Não é porque você quer que o mundo vai rodar mais rápido, e ainda que isso fosse possível, você não gostaria do resultado.

A vida está aí para ser desfrutada com vagar.

Ninguém quer uma vida ultra bem sucedida e corrida que se acaba aos 30 anos.

Se desligar não quer dizer não cuidar.

Se desligar não quer dizer largar e abandonar.

Se desligar não quer dizer indiferença.

Quando nos desligamos com responsabilidade, qualquer que seja a situação, continuamos acompanhando, continuamos interessados e assumimos a nossa carga de responsabilidade.

Esse aspecto é muito importante para que sejamos felizes com os outros e com as situações, aceitando o que não está ao nosso alcance, como nos ensina a oração da serenidade.

Especialmente na relação amorosa, aprendemos que amar não significa ter que provar o amor em todas as situações. O amor acontece e transparece pela nossa atitude, e devemos nos desligar um pouco – relaxar.

Às vezes queremos transformar o mundo e dar um jeito em tudo que julgamos errado.

Essa nossa atitude nos leva a nos metermos na vida dos outros, com o ímpeto de consertá-los, como se fossem um computador com vírus.

Não queira sair dando boot nas pessoas.

Não queira dar um reset nas pessoas.

Se desligue das situações com responsabilidade.

Se desligue das pessoas amorosamente.

Beco

Oração.

Para que nós oramos?

Para quem oramos?

Alguém ouve as nossas preces?

Não é para lembrar ao nosso Deus das nossas necessidades, nem é para fazer promessas, barganhas com uma Força Superior lá em cima que oramos.

É na verdade para nos lembrarmos mais, da nossa natureza espiritual.

É na verdade para, pouco a pouco, e a cada dia, mudar a nossa natureza.

A nossa natureza espiritual é o centro sagrado do nosso ser, aquilo que não adoece, que não é maculado e que não se deforma.

Oramos para aquilo que está fora do nosso controle.

Oramos para que nos seja concedido a luz, a serenidade e a coragem.

Não há nada de errado em seguir pedindo, de ser repetitivo.

Se ELE já sabe o que precisamos porque oramos?

Se ELE está no controle, para que oramos?

Sabemos que a fé afeta o nosso estado físico, melhora a nossa saúde.

A fé também reduz o estresse e a ansiedade.

A oração nos ajuda a nos conectarmos com o nosso eu interior.

Ouça na sua voz interior, o convite para a oração.

A oração é a nossa conexão com algo além de nós, acima de nós.

Na oração, deixamos momentaneamente tudo de lado, e com isso, os nossos problemas são reduzidos à sua real proporção.

Inúmeros estudos científicos, conduzidos por pesquisadores médicos tentam encontrar uma correlação clara da oração com a saúde, e um deles é o publicado pela CNN – Probing the power of prayer – um estudo conduzido com pacientes cardíacos no Hospital St.Luke de Kansas City.

Outro estudo, este cheio de controvérsias, foi publicado na revista TIME, sobre os experimentos conduzidos no Instituto Nacional da Saúde dos Estados Unidos.

O fato é que na oração, nos sentimos estimulados a exercitar a compaixão, a generosidade, a empatia e a fraternidade.

A oração é como a chave da porta que se abre para o relacionamento com o DEUS da sua crença.

Experimente a oração da serenidade, a minha preferida para qualquer ocasião.

Oração da Serenidade

Oração da Serenidade - Rubens Sakay

Essa oração, segundo a história, foi escrita e utilizada pela primeira vez pelo pastor Reinhold Niebuhr em 1934, e desde então tem sido largamente utilizada, principalmente pelos grupos de ajuda, alcoólicos anônimos e outros.

A oração apresenta três princípios muito importantes:

– aceitar que nem tudo está no nosso controle, que não somos onipotentes.

– aceitar a responsabilidade por aquilo que cabe a nós fazer.

– clamar pela serenidade e sabedoria para saber diferenciar e assim poder agir.

Passe adiante.

 

Beco