não se deixe dominar pela razão Posts

Não intelectualize as suas emoções.

Não fique intelectualizando sobre o que você gosta, e sobre as suas escolhas emocionais.

Isso não significa controlar ou não controlar as emoções.

Sabemos que estamos sempre, num determinado nível, controlando as emoções, ou pelo menos tentamos.

Não queremos ser escravos da razão, e tampouco escravos da emoção.

Queremos ter o poder de recusar uma barra de chocolate, mesmo que a nossa vontade seja de aceitar e comer todinha.

Gostaríamos de não ter medo das cobras, e sabemos que se persistirmos, temos uma boa chance de eliminar essa emoção negativa.

Aquilo que sempre ouvimos falar, de que os sentimentos são para se expressar e não explicar, ganhou uma contribuição fantástica de Barry Schwartz, que escreveu o livro “O Paradoxo da Escolha”.

Nele, Schwartz comenta os experimentos que confirmam que quando intelectualizamos a escolha, passamos a gostar menos delas.

Quanto mais exercitamos o raciocínio para explicar porque compramos o que compramos, menos gostamos do que compramos.

É melhor admitir que compramos por impulso e aproveitar o máximo daquilo que compramos.

Tentamos todo tipo de argumento para proteger o nosso ego, dar razão ao nosso impulso. Pode ser uma energia desperdiçada e tempo perdido.

Gostamos de racionalizar porque gostamos de conservar a imagem de uma pessoa equilibrada, racional e inteligente.

Gostaria de achar que a minha predileção por pimentas é porque me deixa mais inteligente, melhora a minha saúde e contribui positivamente para o meu apetite sexual.

Na verdade, nada disso governa o meu apetite por pimentas – simplesmente gosto, e basta.

Emoções governam a maioria das nossas decisões. É um fato.

Tentar explicar nos deixa infeliz.

Não tente explicar e seja mais feliz.

Beco