não crucifique os outros Posts

Aceite as limitações dos outros.

Jogamos para os outros, a expectativa de perfeição que nem mesmo nós somos capazes de cumprir.

Ficamos cobrando, julgando e criticando, quando deveríamos aceitar e usufruir.

As pessoas são diferentes, temos que aceitar. O desempenho e capacidade de cada um respeitam a sua individualidade e as condições do momento. Não devemos cobrar mais do que é razoável. O mundo ideal e perfeito não deve ser um objeto de cobrança quando confrontamos os resultados e as responsabilidades.

Um pequeno erro é um pequeno erro.

Um pequeno erro deve receber a atenção que lhe é devida. É mais uma questão de olharmos para as consequências dos erros do que para o aspecto do julgamento moral em sí.

Às vezes fazemos um julgamento moral, do certo ou errado, sem considerar as reais consequências de tais atos.

Alguns erros são desprezíveis, com consequências insignificantes.

Julgamos, condenamos e agredimos as pessoas por erros sem importância.

Até que ponto isso é importante?