julgamento Posts

Faça espionagem consigo mesma

Faça espionagem consigo mesma

Faça uma espionagem consigo mesma, monitorando a sua conversa interna.

Grampeie a ligação, transcreva o conteúdo. Faça uma reflexão.

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes

Coisas muito importantes podem estar sendo negligenciadas. Nos preocupamos com tantas miudezas, futilidades e coisas sem importância. Com isso, não nos sobra energia, ou capacidade mental e emocional para lidar com as coisas mais importantes na nossa vida.

Não seja do tudo ou nada

Não seja do tudo ou nada

Não seja partidário do tudo ou nada, inflexível, intolerante e perfeccionista

O perfeccionismo é uma barreira à felicidade. Há dois jeitos, o meu jeito e o jeito errado, e assim tudo tem que ser do meu jeito. Quando adotamos o tudo ou nada – criamos uma condição impossível de satisfazer.

Aceite o resultado quando ele é razoável.

A atitude do tudo ou nada nos impede de aceitar as pessoas

Pare de julgar a todos como se fosse o juiz mundo

Pare de julgar a todos como se fosse o juiz mundo

Uma das cargas negativas mais pesadas que carregamos, tem a ver com o julgamento que fazemos constantemente das outras pessoas.

Não somos nós que ditamos as regras de comportamento das outras pessoas.

A maneira como cada um se veste, fala ou age é da conta de cada um.

Assim como não ditamos as regras, não podemos dar de uma de juiz, e dizer o que está certo e o que está errado.

Pare de julgar, criticar, condenar e linchar as outras pessoas

Pare de julgar, criticar, condenar e linchar as outras pessoas

Pare de julgar a todos como se essa fosse sua responsabilidade. É uma tarefa totalmente improdutiva ficar tomando conta da vida alheia, julgando e condenado a torto e a direito. Isso nos faz um mal enorme, pois traz uma carga negativa que não só compromete a nossa imagem, mas faz mal à nossa saúde física e mental.

Não atire pedras nas pessoas. Não saia linchando as pessoas. Não ataque a reputação de outras pessoas gratuitamente.

Transforme o sofrimento com a crítica interna em aprendizado

Transforme o sofrimento com a crítica interna em aprendizado

Dê um tratamento especial à sua crítica interna. Preste atenção se não está sendo excessivamente rigoroso quando olha para si mesmo.
Ninguém pode te fazer sentir-se infeliz sem o seu consentimento, como disse Eleonor Roosevelt.
Se perdoe. Não exija tanto de si mesma.

Especialmente em tempos difíceis, uma crise, uma perda, é o momento de se tratar com gentileza. Acalme a sua crítica interna.
A vida é como é, e muita coisa está fora do seu controle – não cobre demasiado de si – não cobre de si a tarefa de atingir as estrelas.

Severo com outras pessoas

Severo com outras pessoas

Pare de linchar os outros, como se estivéssemos na época da inquisição.

Não atire pedras nas pessoas. Não saia incriminando de primeira, e não ataque a reputação de outras pessoas gratuitamente.

Fulano é cretino.

Cicrano é pilantra.

Nada disso contribui para a sua felicidade, e pior, é uma atitude que atrapalha o crescimento pessoal de qualquer pessoa, principalmente a sua.

Quando exageramos no julgamento que fazemos dos outros, estamos evidenciando aquilo que não aceitamos em nós mesmos, e isso pode ser uma indicação do fio da meada para melhorar a si mesmo.