individualidade Posts

Carregue a luz por onde caminhar

Carregue a luz por onde caminhar

Não caminhe no escuro e carregue sempre consigo essa luz que te ilumina.

A luz que temos dentro de si, o nosso lado humano, é como uma vela que carregamos ao caminhar em um ambiente totalmente escuro, e sabemos que a vida pode nos colocar em situações obscuras e estranhas.

Ao seu alcance

Procure fazer o que está ao seu alcance. Não queira mudar o mundo naquilo que está fora do seu alcance. Isso não quer dizer recusar desafios, ou fugir das dificuldades. O fato é que nos estressamos em demasia querendo mudar o que não é possível para nós, pobres mortais.

De vez em quando nos metemos a fazer o que não nos cabe, por exemplo, querer mudar as outras pessoas, perturbar a individualidade e o espaço dos outros.

No entanto, um mundo de coisas está na nossa responsabilidade, especialmente falando de nós mesmos, melhorar a pessoa que somos, ajudar mais os outros e cuidar da própria felicidade.

A valiosa liberdade

Preserve a valiosa liberdade. A liberdade que usufruímos hoje é muito valiosa, e podemos fazer quase tudo na nossa vida. As nossas escolhas são variadas, a discricionariedade é enorme e tudo isso é razão para nos afastarmos da escravidão, seja do consumo, dos costumes e hábitos nocivos que outros podem tentar nos impor.

A sociedade de consumo é muito forte, e a propaganda lança mão de recursos científicos sofisticados para nos enganar e nos empurrar para coisas que sequer pedimos, e pior, detestamos.

A nossa liberdade foi conquistada, é um valor sem tamanho, e temos que preservar a todo custo.

Uma das receitas é manter a vida simples, sem tanto apelo consumista, adiar um pouco qualquer compra até que a vontade passe.

A escolha é sua.

A escolha é sua, por mais complicada que seja a situação. Podemos exercitar a nossa discricionariedade, ou livre arbítrio cotidianamente. Escolher alimentar a raiva, ser generoso, ajudar, e mesmo que ninguém nos empurre ou estimule para tal decisão, exercitamos a escolha todo momento.

O que explica algumas pessoas se sentirem felizes e satisfeitas nas mesmas circunstâncias em que outras se sentem depauperadas, miseráveis?

A nossa vida é em grande monta, determinada pelo que se passa dentro de cada um, ao invés das circunstâncias que envolvem os eventos da vida.

E por incrível que pareça, às vezes escolhemos o pior para nós mesmos. Muitas vezes é a autoestima baixa. Uma tendência a autopunição.

Uma pessoa única.

Você é uma pessoa única, e as possibilidades que se abrem na sua vida também são únicas.

Aprecie, agradeça e não deixe passar a vida preciosa que foi oferecida unicamente a você.

As perspectivas, os sonhos, a energia, a bondade, misture isso tudo de forma autêntica, e não desperdice nada.

Essa experiência única que é viver vai te permitir um mundo de realizações, e é bom que você aproveite pra valer.

Aproveitar não quer dizer esbanjar, negligenciar, especialmente quando se trata de saúde.

Quero o melhor para mim.

Quero sempre o melhor para mim, e acredito mesmo que mereço tudo isso.

Não dou folga, faço a minha parte e corro atrás do prejuízo.

Procuro evitar a reclamação e o julgamento, pois já aprendi no passado que isso reduz drasticamente a minha chance de ter sucesso.

No fundo, sei que a satisfação não vem de conseguir o melhor, mas de ter dado o meu melhor – e por isso só, fico satisfeito.

Pessoas felizes nunca fazem…

Pessoas felizes se parecem, e aquelas infelizes, o são a seu modo, é o que sempre ouvi dizer.

Podemos imitar a atitude e comportamento de pessoas felizes, e traduzo um pouco do que li no blog de Marc&Angel exatamente sobre o tema, conteúdo que faz parte do livro que escreveram, “1000 little things happy, successful people do differently”.