gratidão Posts

O que fazemos com o que temos

O que fazemos com o que temos

A satisfação que temos na vida não vem daquilo que temos, mas do que fazemos com o que temos.

Aquilo que nos é dado não traz qualquer satisfação por si só. O que fazemos com o que temos é que dá valor a cada coisa. Assim como as possibilidades e alternativas não trazem realização por si só. Apenas quando exploradas cada uma delas, é que realizamos e nos contentamos.

A atitude de permanente acumulação material ou mesmo de busca desenfreada por posições na escadaria social não permite que o indivíduo tenha serenidade para fazer qualquer coisa com o que já conseguiu – que possa experimentar a satisfação com o que já tem.

Essa atitude tem sido apontada como à do rato de laboratório correndo na esteira hedônica.

Bilhete de agradecimento

Bilhete de agradecimento

Faça um bilhete de agradecimento e envie para alguém.

Sabemos que o ato de agradecer nos faz mais felizes, conforme já nos ensinou Robert A. Emmons no seu brilhante livro: Agradeça e Seja Feliz.

Deborah Norville também escreveu sobre a prática do agradecimento em: Thank You Power. Ela discorre sobre isso na entrevista dada à Newsweek há algum tempo atrás. Ela também explora a prática do agradecimento no seu blog dedicado ao tema.

Esteja feliz com o que tem

Esteja feliz com o que tem

Procure ser feliz com o que tem.  Aproveite a vida plenamente, contente e satisfeito com tudo que tem. Não deixe que a ansiedade por aquilo que ainda não tem estrague o prazer saborear agora mesmo aquilo que já tem.

Uma das coisas que nos faz infelizes é o permanente descontentamento e insatisfação com tudo que temos.

Sei que sempre podemos pedir e desejar mais, e as coisas poderiam ser um pouco melhor. Isso não deve nos impedir de ser feliz, aceitando a vida e usufruindo cada pedaço, com alegria e gratidão.

Um tributo à vida

Presto uma homenagem à vida, à graça que é estar vivo e livre para saborear tudo que ela oferece, com a mente aberta e mão agradecidas.

Sei que muitos padecem nos dia de hoje com doenças e carências de toda sorte, mas peço que a determinação para fazer o mundo um lugar melhor esteja com cada um. Que a esperança não nos abandone em nenhum momento.

Pensei muito nos amigos e familiares que deixaram o nosso convívio tão jovens, e a benção que foi conviver com cada um deles, a alegria dos momentos e as lições que aprendemos e ensinamos uns aos outros.

Não posso reclamar

Sei que não posso reclamar. A vida tem sido boa, e as portas se abriram quando precisei de alguma abertura.

Oportunidades não brotam como erva daninha, e temos que estar atentos para distinguir quando uma delas aparecem na nossa frente.

Durante o ano, parei por muitas vezes, pensando e me perguntando onde estavam as oportunidades. Elas estavam bem ali, e o melhor de tudo foi percebê-las, e igualmente importante foi poder aproveitá-las com mãos agradecidas.

Viva o milagre

Estar vivo é um milagre, e a vida tem que ser vivida plenamente, saboreada em cada precioso momento. Preencha cada passagem da vida com significado, trazendo o preenchimento dos seus anseios mais profundos.

Sinta por um momento o prazer de parar para refletir, sair do piloto automático e perceber a abundância da vida.

Acima das nuvens

Temos que refletir sobre aquilo que está acima das nuvens, acima da tempestade e de tantos problemas.

Sei que não é possível enxergar o céu azul acima de tanta tempestade. Falo apenas em se dar conta que ele existe e está lá. Temos que fazer isso mesmo que a nossa visão nos diga o contrário. E você sabe, pois a sua experiência já te mostrou suficientemente de que acima de tudo isso há um céu azul, sereno, uma paz imensa.

Fiquei tocado com a música que Zach Sobiech escreveu antes de deixar esse mundo com apenas 18 anos de idade.