forças Posts

5 habilidades e virtudes que realmente te fazem feliz

5 habilidades e virtudes que realmente te fazem feliz

Você sabe o que faz feliz?

Temos todos pontos fortes e fracos, embora tenhamos uma tendência negativa de ficar remoendo os nossos pontos francos sem fazer nada a respeito.

As habilidades que te impulsionam para a felicidade não são aquelas de correr, nadar ou tocar instrumentos. Mais do que isso, é ser generoso, positivo, capaz de exercitar a empatia, capaz de cooperar e ajudar.

Aprenda a aceitar as suas deficiências, pedindo ajuda e interagindo com outras pessoas para corrigir, se aprimorar. Olhe para si mesmo e procure se conhecer melhor, e tire proveito dos seus pontos fortes.

Coloque energia e dedicação para o auto-conhecimento.

Despenda menos tempo amargurado com seus pontos fracos, e mais tempo explorando os seus pontos fortes, este é o fundamento da psicologia positiva.

Mushin Shilling, no seu blog:The Ecology of Life – A Ecologia da Vida, postou sobre as habilidades e a felicidade . São coisas que ele aprendeu lendo Martin Seligman, o cientista da felicidade.

Você só descobre sua força indestrutível em tempos de crise

Você só descobre sua força indestrutível em tempos de crise

A psicologia enfatiza as forças e virtudes que temos dentro da cada nós e que devemos colocar a serviço da nossa felicidade e bem-estar.

As crises que parecem nos destruir nos estimular a colocar para fora aquilo que temos de indestrutível.

Quando o chão nos falta, a rapidez com que descobrimos onde nos segurar é uma habilidade que descobrimos em meio à crise.

Temos todos nós, algo que é feito de aço puro, indestrutível.

Não me isolarei nos meus problemas.

Os problemas são muitos, eu sei.

Mas não devo juntar os problemas e me isolar com eles numa caverna.

Os problemas são de diversas naturezas. Alguns serão resolvidos rapidamente, outros levarão tempo enorme para saírem do meu radar, e outros tantos podem não ter solução.

Não devo desanimar, pois a vida é isso aí. Tenho que levantar a cabeça e fazer só aquilo que posso.

Os problemas que não posso resolver, eu tenho que encontrar um modo de conviver com eles, aceitando a minha condição humana, enfim eu não sou Deus.

A pessoa fraca que fui um dia.

Fraquezas emocionais já me abalaram de verdade.

Funciona com a gente exatamente como a fraqueza física. É como se não tivéssemos energia para caminhar um pequeno trajeto na vida. Até as pequenas dificuldades já me deixava de joelhos.

Eu me senti tão acabado que comecei a me desfazer de coisas que mais apreciava.

Tenha uma vida intensa e plena.

Não encha a vida de compromissos sociais banais, encha a vida do que realmente te traz satisfação. Faça o que realmente lhe dá prazer.

Aprenda a decifrar o que vem lá de dentro da sua alma.

Entenda as chamadas do seu ser interior.

Se você não recebe chamada alguma, e vive por conta do mundo exterior, do materialista e da futilidade, fique atento – você pode receber a chamada quando for tarde demais.

Identifique o que te impede e o que te impulsiona para o crescimento pessoal.

O que te dá imensa alegria, satisfação, sentimento de liberdade e realização?

O que desperta a sua paixão?

Dentre todas as escolhas que você fizer, escolha viver a sua vida de maneira plena e intensa.

A vida é curta e única para ser desperdiçada com caminhos e receitas que te levam à  infelicidade.

Do mesmo modo, devemos estabelecer relacionamentos sinceros e profundos com as outras pessoas. As pessoas superficiais e mesquinhas não devem fazer parte desse time.

Não sabote a si mesmo na jornada do crescimento – não busque atalhos perigosos.

A propósito, você já viu um peixe de aquário?

Naqueles aquários redondos e pequenos?

Pois é, a vida pode ser assim, uma rotina diária repetitiva, sem sentido, sem entusiasmo, sem possibilidades, sem alternativas.

Algumas pessoas se colocam propositalmente dentro de aquários tais como esse, sem qualquer razão.

Escolha o caminho fascinante do auto-conhecimento.

Não perca tempo – aplique no dia-a-dia o que aprendeu sobre si próprio, suas vontades e desejos.

Realize e eleve sua auto-estima.

Fortaleça suas forças e deixe passar as coisas negativas.

Explore as possibilidades de ser uma pessoa plena, de viver uma vida plena.

Beco

Analise as forças que estão te limitando.

O que te impede de fazer as coisas que quer fazer?

Quais são as forças externas que estão te restringindo?

 É possível que numa análise mais acurada, você verifique que as limitações sejam virtuais e estejam apenas na sua imaginação.

Muitas vezes nos vemos impondo a nós mesmos mais limitações que o ambiente nos apresenta.

Uma atitude de vítima, pessimista e entreguista, pode nos levar a enxergar limitações que não existem. Muito daquilo que pensamos fazer, podemos fazer.

Ainda tem a questão do medo de enfrentar as dificuldades, que sempre aparecem. Tenha coragem para assumir a sua parte.

Se mexa. As coisas não cairão do céu.

Se desafie. Desafie as limitações.

Vá ao seu limite, realize e empurre o limite um pouco mais adiante.

A confiança de poder fazer vem com a prática de fazer. Tente ir além daquilo que acreditou ser possível.

A confiança é um estado emocional.

Quanto mais você focaliza nas suas fraquezas, mais longe você fica das suas forças.

-Eu posso fazer – eu consigo.

Se livre da armadilha da imagem limitada que você criou de si próprio.

Beco