ferramentas para a felicidade Posts

Quero ser feliz.

Quem não quer ser feliz?

Conseguimos encontrar alguém que queira ser infeliz?

Esta frase – quero ser feliz – aparentemente uma frase vazia, sem qualquer resultado prático, esconde uma reflexão muito profunda, e é o ponto de partida para essa jornada em busca da felicidade.

O que é a felicidade para você?

Qual o significado que ela tem para você?

Às vezes, nessa busca diligente da felicidade, nos damos conta às vezes, que estamos na verdade quase sem fôlego, correndo em cima de uma esteira hedônica, sem sequer sair do lugar.

Pensamos que estamos equipados para a aventura  – em busca da felicidade – quando na verdade, a nossa mochila está cheia de ferramentas que não servem para esse fim.

Carregamos uma chave que serve para tentar viver a vida dos outros, para controlar a vida dos outros.

Temos também, uma ferramenta para tentar adquirir controle sobre as coisas que não temos controle.

Temos um dispositivo para conectar a inveja e a culpa e o alicate da prepotência, para o caso de dar um aperto na situação.

E a caixa de ferramentas da infelicidade não estaria completa sem as luvas do individualismo que nos isola de contato com o mundo real, e o lubrificante do materialismo, que dá sempre a sensação momentânea de que as coisas estão funcionando bem.

Esse conjunto de ferramentas, leva sem sombra de dúvida à infelicidade.

Mas você pode corrigir isso, começando pela chave que destranca os segredos da felicidade, e a chave está dentro de você, na maneira como olha o mundo e a percepção e a compreensão daquilo que tem faz feliz.

Assim como possuímos uma chave extra para o carro, temos que ter uma chave extra para a felicidade – é como se tivéssemos onde recorrer, quando nos sentíssemos infelizes, quando estivéssemos perdidos na nossa jornada, à busca de uma pista, uma resposta.

Uma meditação, uma pausa na correria, e a oração da serenidade podem funcionar como essa chave extra.

As ferramentas que funcionam, já mencionamos várias aqui no blog, mas quero repassar aquelas que citei na – regra básica.

Assim como fazemos quando recorremos às ferramentas para consertar uma determinada coisa, quando uma ferramenta não está servindo, devemos recorrer à outra que funcione.

Se você não está feliz a despeito de todo o conforto que usufrui, faça uma reflexão – a felicidade autêntica, implica em saber o que é a felicidade para você, qual o significado que ela tem para você.

Beco