feliz com o que tem Posts

Esteja feliz com o que tem

Esteja feliz com o que tem

Procure ser feliz com o que tem.  Aproveite a vida plenamente, contente e satisfeito com tudo que tem. Não deixe que a ansiedade por aquilo que ainda não tem estrague o prazer saborear agora mesmo aquilo que já tem.

Uma das coisas que nos faz infelizes é o permanente descontentamento e insatisfação com tudo que temos.

Sei que sempre podemos pedir e desejar mais, e as coisas poderiam ser um pouco melhor. Isso não deve nos impedir de ser feliz, aceitando a vida e usufruindo cada pedaço, com alegria e gratidão.

Ser feliz com o que tem

Podemos ser felizes com aquilo que a vida nos ofereceu até agora.

Grande parte da nossa vida é dominada pelo sentimento do copo pela metade, ou seja, sempre estará faltando alguma coisa.

Mas podemos desenvolver a atitude de que o copo está meio cheio e não meio vazio, e isso implica em desviar o olhar daquilo que nos falta, para aquilo que já temos.

Quando presto mais atenção naquilo que tenho, melhoro em muito a minha capacidade de saborear a vida, tal qual ela é.

Transforme a inveja.

Transforme a inveja que sente dos outros.

Inevitável sentir uma pontinha de inveja de vez em quando, e até gostamos de chama-la de inveja positiva, sem maldade.

A verdade é que toda inveja é negativa, e não existe esse negócio de inveja positiva, mas você pode transformá-la.

Comece por reconhecer a inveja, entendendo que é natural tal sentimento, ainda que indesejável, e escolha transformá-la em algo melhor, positivo, algo que traga o bem para si próprio.

O sucesso dos outros não elimina ou atrapalha a sua chance de sucesso. Na maioria das situações não estamos competindo com ninguém, muito embora tenhamos essa impressão.

O meu carro não está competindo com o carro do vizinho. O currículo do meu filho não compete com o equivalente da família do meu amigo, e assim por diante.

Olhe o que tem nas suas mãos.

Não fique petrificado – olhando para a penumbra dos acontecimentos.

Reclame menos do peso que carrega nos seus ombros e dê graças pelo que tem nas suas mãos.

Aproveite o que já tem em suas mãos.

Não devemos ficar minuciosamente especificando as características do que seria a nossa felicidade, enquanto ela já está nas nossas mãos.

Olhe, preste atenção e aprecie aquilo que tem em suas mãos agora.

Acreditamos que muitas coisas têm o poder de nos tornar felizes.

Esperamos que tudo isso caia do céu uma hora ou outra.

Enquanto isso, ficamos velhos e a vida passa.

Como muito bem lembra Gretchen Rubin: “os dias são longos, mas os anos são curtos.”

A vida pode não ser fácil, mas podemos ser felizes se apreciamos aquilo que temos, e o sucesso, não é conseguir o que queremos, mas apreciar e aproveitar o que já temos.

Baixe as expectativas do que você deveria ter agora, e ao fazer isso, vai se dar conta de que aquilo que já tem é o bastante para se sentir feliz e realizado.

Não quero com isso sugerir a acomodação ou falta de objetivos desafiadores.

É no fundo, uma atitude mental.

As circunstâncias têm um poder limitado sobre você, mas a sua força interior, esta sim, está no comando.

Às vezes reclamamos das oportunidades que nos escapam pelos espaços entre os nossos dedos das mãos, mas nos esquecemos das tantas outras que conseguimos segurar.

Mesmo em meio à penúria, podemos fazer muito, simplesmente mudando a nossa atitude e a nossa percepção.

Quando colocamos mais a nossa atenção no que temos e menos no que não temos, passamos a dar graças, e usufruir da abundância da vida.

Beco