família Posts

A solidão pode matar

A solidão pode matar

O maior risco para a vida das pessoas é a solidão. Mais do que as doenças, mais do que tudo que você pode imaginar. Muitas doenças aparecem e se desenvolvem no árido terreno da solidão.

Recentemente assisti à palestra da Dra. Lissa Rankin, medica, pesquisadora e autora que abordava naquela oportunidade a importância de se preocupar com a solidão.

Percorra suas boas lembranças e faça uma viagem aos bons tempos

Percorra suas boas lembranças e faça uma viagem aos bons tempos

Fazemos isso seguidamente, mas devemos fazer com o espírito agradecido, sem arrependimentos ou culpa.

Tudo que vivemos de bom aconteceu por merecimento e persistência.

Temos que percorrer as nossas lembranças com muita alegria.

Desenvolva a capacidade para se transportar para situações agradáveis do passado, um passeio de barco, uma paisagem exuberante, o frio agradável das montanhas.

Segundo estudo, melhores lembranças são com avós – amigos e outros familiares completam lista

Segundo estudo, melhores lembranças são com avós – amigos e outros familiares completam lista

Somos seres sociais e gregários, temos uma satisfação natural quando estamos junto de pessoas queridas.

Procure se encontrar com amigos íntimos ou familiares queridos.

Vascular o álbum de fotografias e relembrar bons momentos vividos é algo que vale a pena fazer.

Isso nos ajuda a manter bons relacionamentos bem como manter acesa na nossa memória o relicário de momentos felizes.

Outro dia, Gretchen Rubin reportou no seu blog que um estudo seu mostrou que os momentos mais felizes relatadas pelas pessoas foram aqueles como passados em companhia dos avós.

O caminho mais fácil para a felicidade: faça outra pessoa feliz

O caminho mais fácil para a felicidade: faça outra pessoa feliz

Temos uma noção daquilo que nos traz felicidade e bem-estar. Erramos algumas vezes, mas é bom saber que para você ser feliz, o caminho mais fácil e fazer outra pessoa feliz.

Sinta prazer em se importar com os outros, seu bem-estar e sua felicidade.

Mude sua atitude e seu comportamento para acomodar sempre uma ação nesse sentido.

Leo Babauta no seu interessante blog ZenHabits enumera 32 recomendações, das quais selecionei 5, as mais interessantes ao meu ver, que cito abaixo:

Esteja próximo dos familiares

Esteja próximo dos familiares

Não se afaste dos seus familiares. É o seu primeiro núcleo social e deve ser preservado por toda vida.

Os adultos cuidam dos pequenos, os jovens cuidam dos idosos, e todos podem exercitar a bondade, a generosidade e o pertencimento ainda dentro de casa.

Tenha os familiares por perto, vai trazer conforto e a ajuda quando precisar. A possibilidade de poder contar com eles quando precisar já vai te deixar mais tranqüilo.

As histórias positivas

As histórias positivas

Tenha prazer em contar as suas histórias positivas, aquelas que dão uma alegria de lembrar.

O exercício de recontar as nossas histórias positivas, reforça a satisfação que temos quando as relembramos.

Você vai perceber que tem mais prazer em recontar e relembrar coisas não materiais, as coisas que vem do coração, experiências vividas, inclusive por outras pessoas.

Um reencontro com um amigo de longa data. A descoberta de uma alma gêmea.

As histórias engraçadas, estas nos faz cair de rir sempre que as recontamos.

As etapas da nossa vida, as conquistas e barreiras transpostas são pratos prediletos das nossas histórias, e estão fortemente temperadas de força, persistência, amor e generosidade.

Alguém vai encontrar alguém

Alguém vai encontrar alguém

A vida é cheia de encontros, e nós podemos e devemos ajudar as pessoas se encontrarem.

Tem sempre alguém buscando alguém para tratar de algum assunto específico e se você pode ser o elo de ligação, trabalhe nisso.

Se conecte e ajude alguém a se conectar com alguém.

Você vai ajudar, e no final, o ajudado é você. Pense como é bom conhecer pessoas, saber quem pode te ajudar e saber quem conta com sua ajuda.

A vida é rica na medida em que construímos uma rede solida de relacionamentos.