entusiasmo Posts

O que você fala quando conversa consigo mesma

O que você fala quando conversa consigo mesma

O que você fala quando conversa consigo mesma? Se critica, se condena ou se encoraja? Nós já comentamos aqui que a melhor conselheira para você, é você mesma, e quero voltar a esse assunto para te passar algumas boas recomendações.

Levantar o astral

Levantar o astral

Difícil levantar o astral quando tudo parece dar errado, mas há maneiras práticas de fazer isso.

Não há uma fórmula mágica, ou uma receita que funcione para todo mundo, mas de qualquer modo, podemos explorar alguns recursos e com paciência e humildade, encontrar aquilo que pode nos ajudar.

Se anime.

Justamente quando estamos desanimados é que temos que juntar forças e nos levantarmos para começar o dia.

É justamente nessas situações que tiramos o maior proveito e o maior ganho em se colocar em movimento, sair do desconforto.

Faça com que seu dia seja diferente. Fique atento para as oportunidades. Não se conforme com coisas erradas na sua vida, especialmente aquelas que merecem conserto.

Se anime para a vida, tire tudo você tem de bom dentro de si e coloque a serviço da sua felicidade.

As fontes diárias de alegria.

O nosso cotidiano nos brinda com muitas alegrias e às vezes não estamos atentos, e deixamos passar.

Um sorriso, um reencontro, uma palavra amiga de quem não é sua amiga e você sequer conhece.

Presto muita atenção ao comportamento das pessoas na fila do supermercado. No geral, é muita gente irritada, desconfiada e esquecida da generosidade que eventualmente praticam em outros ambientes.

Não leve uma vida insignificante.

Enriqueça a sua vida.

Pode parecer uma frase vazia, mas quando refletimos sobre o risco permanente de tornar a nossa vida insignificante, isso começa a fazer sentido.

Busque sempre o significado na sua vida, nas suas ações, nos seus dramas e nas suas alegrias.

Quando faço o contrário, buscando explicação para o drama das outras pessoas, com um comentário pronto para as realizações e posses de outras pessoas, é sinal de que estou empobrecendo a minha vida.

É bem possível que tenha uma opinião muito pobre de mim mesmo, e até menospreze as minhas próprias realizações.

A auto estima certamente está lá embaixo.

Quando estamos com o dedo no gatilho para julgar as pessoas, já me esqueci de valorizar as mínimas coisas que me foram concedidas.

Você se lembra que se sentiu entusiasmado por alguma coisa. Aquela paixão enorme por realizar, conseguir e concretizar.

Se lembra daquela sensação inigualável, imperdível, inesquecível.

Busque a paixão na sua vida.

Busque as coisas que te inspiram.

Dedique energia nessa direção.

Não viva a vida empurrado, como se fosse uma obrigação de cada dia – se levantar – trabalhar – dormir.

Faça coisas grandiosas – no significado que isso tem para você.

Não arrume desculpas para não fazer. Levante a cabeça e toque adiante.

O propósito da vida é fazer aquilo que te mantém vivo. Fazer aquilo que faz os seus olhos brilhares.

Se não fizermos isso, perdemos o significado, nos tornamos zumbis.

Faça isso hoje mesmo – esteja compenetrado no sua energia interior.

Sempre gosto de lembrar a frase de Gretchen Rubin: os dias são longos mas os anos são curtos.

Não perca tempo.

Beco

Se deixe contagiar pela alegria.

Se deixe contagiar pela alegria que existe por aí.

Quantas vezes não permitimos que a alegria de outras pessoas nos contagiasse.

Às vezes estamos tão preocupados em curtir o mau humor, que simplesmente não observamos a alegria das outras pessoas.