encare os problemas de frente Posts

Cair sete vezes, se levantar oito

Não importa quantas vezes você vai cair, ao final, procure estar sempre de pé, encarando a vida de frente.

O ditado japonês que gosto de repetir – cair sete vezes, se levantar oito – significa que sempre você estará de pé, não importante quantas vezes a vida te coloque para baixo.

A vida é assim mesmo, e ela tem a capacidade de nos colocar de joelhos, mas a nossa tarefa é se levantar e seguir adiante, sem reclamar, pois ninguém recebeu mais problemas que a sua capacidade de resolver.

As adversidades moldam o caráter, e cada uma delas guarda lições que temos que aproveitar.

As adversidades nos encontram com facilidade.

A vida nos providencia as adversidades de graça, sem solicitação. Os problemas batem à nossa porta.

Por outro lado, a coragem para enfrenta-los e as soluções para cada um, temos que procura-las com determinação.

Como dizem: os problemas nos encontram, mas as soluções, temos que procura-las.

Em resumo, se ficarmos simplesmente parados, seremos inundados pelos problemas, e o simples ato de ficar estagnado já é uma escolha, aliás, uma péssima escolha.

Intimidado pelos próprios demônios.

Não sinta medo de si próprio. Encare de frente os seus próprios demônios.

Você vai se libertar das coisas que te mantém imobilizado, amedrontado.

Não se renda à intimidação, você é maior que eles, e tem capacidade de sobrepuja-los.

Mas é preciso encarar de frente, com honestidade, de cabeça erguida.

Sei que é a coisa certa a fazer.

Mesma sabendo a coisa certa a fazer, por vezes tive muito insegurança, e já me senti imobilizado diante dos meus problemas.

Hoje, procuro ajuda e não tenho receio de falar das minhas aflições. Aprendi também qual a medida da abertura que devo ter.

Sei que não devo alardear aos quatro ventos tudo que tenho passado. Sei também que devo preservar a minha privacidade. Isso porque muitos dos meus problemas se desdobram em outras pessoas que certamente não querem que coisas venham à tona.

Seguro por fora e amedrontado por dentro.

As adversidades não funcionam como a chuva.

Não vamos encontrar uma capa que nos proteja totalmente – por dentro de por fora.

Não dá para usar uma capa de conforto, uma proteção superficial, se lá dentro, estamos amedrontados, apavorados.

Não use subterfúgios e não adie indefinidamente a batalha.

O problema nas minhas mãos.

Não se deixe dominar pelo problema que está em suas mãos agora.

Olhe bem para ele.

Não deixe ele te imobilizar.

Analise com o olhar honesto e objetivo.

Procure a verdadeira causa.