Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘deixe o amor entrar’

O amor está dentro de cada um. Faz parte de nós.

Deixar o amor brotar em cada relacionamento é o que deveríamos fazer.

Não confundo o amor pleno com aquele do relacionamento amoroso, o compromisso conjugal.

O amor pleno pode e deve estar presente em qualquer relacionamento.

O amor pode ser o fio condutor em tudo que expressamos, inclusive com os animais e com outros elementos da natureza.

Aquele que traz o amor, pode apaziguar o conflito, pode aplacar a dor.

Temos essa capacidade e devemos exercitar.

Toda vez que nos expressamos, devemos deixar claro que o fazemos com amor.

Sempre que nos sentimos enraivecidos, devemos abrir espaço para o amor dominar.

Quando a melancolia esbarra em nós e nos sentimos carentes, deixemos o amor nos acalentar.

O amor é o conforto, o cobertor quentinho, o guarda chuvas na garoa fria.

Certamente preferimos o conforto ao mal estar, mas nos esquecemos dos elementos que nos permitem isso.

O amor pode, o amor deixa, o amor facilita.

E tudo isso está na nossa responsabilidade, cabe a nós, está na nossa capacidade fazer.

Comece pequeno, como toda recomendação.

Queremos evoluir, e os pequenos passos servem para isso, assim como o bebê que ensaia os primeiros passos.

Não se incomode com progresso lento, pois o importante é que você caminhe para frente.

O amor é harmonia e singeleza, mas pode nos surpreender de modo maravilhoso.

Se deixe dominar, e seja você mesma, a mensageira, a semente do amor.

Beco

frase do dezembro

Read Full Post »

O nosso coração se fecha por uma porção de motivos.

Já fomos machucados muitas vezes, e não queremos mais essa sensação, esse sofrimento.

Guardamos tanta coisa para si, que parece que não vai caber no coração.

Mas quando fechamos o nosso coração, ficamos com isso tudo amassado e compactado dentro de si, que acaba fazendo mal para a saúde.

Temos que permitir que ao expressar as emoções, venha a cura para essa aflição, esse sofrimento.

Assim como engolimos as emoções, nos fechamos para novas emoções.

Deixe a emoção fluir, deixe o amor entrar.

Cito o comentário do Dr. James Pennebaker, “sendo ou não proibido, não vamos perder de vista o fato de que o amor é o máximo”.

Ele mesmo cita um poema de George Herbert, “o amor me deu as boas-vindas: no entanto, minha alma se retraiu culpada de pó e de pecado”.

O esforço físico que o corpo empreende para inibir pensamentos e emoções pode ser prejudicial.

Não precisamos fazer nada errado, nem cometer qualquer delinquência.

Podemos escolher um ouvinte, um amigo e confidenciar alguma coisa – isso pode ajudar bastante.

Podemos escrever sobre isso, o que ajuda a clarear a nossa mente, colocar em ordem alguns pensamentos.

Aceite as suas emoções.

Aceite se emocionar, perder a fala e quase perder a respiração.

Questões não resolvidas geram uma mente atordoada. Resolva os pensamentos e as emoções.

Em muitas coisas a vida é fantástica, e em outras tantas, simplesmente aceitável.

Nem tudo tem explicação e nem tudo tem solução glamorosa.

Beco

Read Full Post »

O sentimento que deve orientar todos os seus relacionamentos deve ser o amor.

Temos que tomar o amor como ponto de partida para todas as nossas relações.

A amizade existe, mas com amor.

A fraternidade também existe, mas com amor.

O amor nas relações de trabalho, o amor nas relações familiares, amigos, vizinhos e desconhecidos que encontramos no ônibus.

Para que tanto amor?

O que ganho com isso?

Primeiro de tudo, o amor é contagiante.

Todos aqueles com quem cruzamos no nosso cotidiano são indivíduos capazes de amar e demonstrar amor no mínimo estímulo.

Podemos achar que aqueles que frequentam o metrô são apenas passageiros, mas são indivíduos, com sua história de amor.

Podemos encarar os colegas de trabalho como mais um para ajudar na tarefa, mas são indivíduos capazes de mostrar um pouco da sua natureza amorosa, mesmo em meio às discussões mais calorosas.

Isso vale para todas as pessoas que encontrarmos.

E aquelas que não encontramos – pessoas distantes?

Dedique um pensamento amoroso.

Relembre com amor, uma passagem que ambos tiveram juntos.

Deseje com amor, que ela esteja bem.

O amor é nossa característica comum, a nossa humanidade.

Tudo fica melhor quando deixamos que amor seja o ponto de partida.

Falar da natureza que nos cerca e a relação de amor, é então um assunto vasto que deixo para um outro dia.

Escrevo com amor, como naquele filme: “nunca que te vi, sempre te amei.”

Beco

Read Full Post »

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 279 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: