crescimento pessoal Posts

A escada.

Você não precisa necessariamente ver onde a escada da vida vai dar, mas precisa ter a coragem para subir o primeiro degrau.

Saiba que à medida que sobe a escada, passa a enxergar a sua realidade de um ângulo melhor, com um horizonte maior, e os objetivos se tornam mais claros, a vida passa a fazer sentido.

Assim, mesmo sem ter tudo claro, suba o primeiro degrau.

Há pessoas que ainda não enxergaram a escada e vivem vagando feito zumbis pelo terreno, procurando alguma coisa para se apegar.

Não queira ser melhor que o outro.

Evite as comparações e procure realizar os seus projetos por você mesmo.

Realize aquilo que está no seu coração, e não na ambição e projetos de outrem.

Evite ser comandado pela inveja e comparações indesejáveis.

Temos sim, uma tendência a olhar o gramado do vizinho e acha-lo mais verde.

Diz Leo Babauta que uma das razões para não estarmos satisfeitos consigo próprio, é a comparação que fazemos com os outros.

O apego ao que somos.

Quando nos apegamos demasiadamente ao que somos hoje, nos afastamos da possibilidade de ser a pessoa que desejamos ser.

Temos que crescer e evoluir, mas para isso temos que abandonar alguns defeitos que temos hoje.

Os defeitos funcionam como os sapatos velhos, confortáveis e perfeitamente ajustados a nós mesmos. Temos uma dificuldade de abandonar, nem tanto pelo apego, mas já nos acostumamos à pessoa que somos.

Especialmente com a idade, desenvolvemos a atitude de que: “estou muito velho para mudar”.

Mas isso não acontece só com os velhos, pois muita gente envelhece ainda jovem, mente fechada, intolerância e teimosia.

Minha vida mudou.

Sou grato pela vida e por tudo e por todos que contribuíram para que sempre encontrasse o melhor no meu caminho.

Não acumulei bens materiais, nem adquiri status. Mas aprendi muita coisa e abri a minha mente para aprender com as situações que encontrei.

Não faço mais tempestade em copo d’água, e deixo ir as pequenas coisas.

Olho as situações com mais serenidade.

Atalho para o crescimento pessoal.

Estamos todos nessa empreitada de crescimento pessoal. Queremos todos ser uma pessoa melhor a cada dia. Não consigo me lembrar de ninguém que tenha me dito que o seu objetivo é piorar um pouco a cada dia.

No entanto, estar compenetrado nessa jornada é um tanto difícil, especialmente quando tratamos das outras pessoas.

Temos um péssimo hábito de apontar para os outros, atalhos que devem seguir para o próprio crescimento pessoal.

Parece o jogo dos sete erros. Mal olhamos para outrem e somos capazes de apontar sete defeitos.

Florescer de dentro para fora.

Temos uma tendência de esperar um elemento externo que nos faça florescer, quando na verdade deveríamos enxergar o florescimento de dentro para fora.

Temos que encontrar as sementes dentro de si mesmo, os valores, as virtudes, as forças que sabemos que temos, mas estão guardadas em algum canto, e é que preciso achar.

Imagine apenas o gosto pela aprendizagem, conhecer coisas novas, aprender a resolver os problemas.

Assim como damos o primeiro passo e mal acreditamos como conseguimos fazer isso do nada, além de encantar a família toda, temos que manter acesa essa competência, essa força interna.

Leve os familiares nessa viagem.

Estamos nessa jornada do crescimento pessoal.

Um dia de cada vez, nos distanciamos dos pensamentos negativos, assumimos hábitos saudáveis e nos sentimos mais felizes e realizados.

Devemos passar adiante os ingredientes desse fenômeno principalmente para os nossos familiares queridos.

Não tente mudar ou controlar os outros – é um cuidado essencial. Dê exemplos com a sua conduta pessoal.