comportamento Posts

Encare a competição de maneira saudável

Encare a competição de maneira saudável

Encare a competição de maneira saudável, pois segundo Po Bronson, quem não aprende a perder não está preparado para ganhar. Temos que aprender a competir melhor, desenvolver uma atitude de ganhador.

Veja os animais que crescem competindo incessantemente.

Competem pelo carinho da mãe, competem pela comida, pelo espaço.

Encontre na generosidade o nutriente essencial da vida

Encontre na generosidade o nutriente essencial da vida

A palavra generosidade nos traz à mente a sugestão de doação de algo material.

É claro que muita gente precisa mesmo é de algum conforto material, mas a nossa possibilidade de exercitar a generosidade ultrapassa o lado material.

Podemos fazer a diferença para muitas pessoas doando um pouco da nossa boa vontade, da nossa atenção.

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Vamos falar bastante sobre a mente e o coração, mas antes, uma dica prática para acessar postagens antigas.

Hoje encerramos uma etapa de 6 anos de postagens diárias, com 2220 postagens, e você pode acessar qualquer dia apenas colocando a data após a URL do blog. Por exemplo, se quiser acessar o dia 13 de outubro de 2014, coloque projetosejafeliz/2014/10/13, ou seja, primeiro o ano, depois o mês e finalmente o dia, todos separados por barra.

A partir do dia 4 de janeiro passarei a postar semanalmente, todas as segundas-feiras.

Na postagem inaugural do blog, falei sobre manter o coração aquecido.

A discussão antiga sobre o materialismo e a felicidade

A discussão antiga sobre o materialismo e a felicidade

Dinheiro traz felicidade?

Devo comprar um bem ou investir numa viagem de férias?

É uma luta diária se se proteger um pouco de tanto apelo materialista.

O novo modelo do celular, o carro novo, a roupa de marca, a aparência, a imagem, enfim, vem de todos os lados.

Devemos entender que a escalada do materialismo é fonte segura de realização apenas para as grandes corporações, e não para nós, simples indivíduos.

Esses poderosos arrumaram até um mecanismo para não termos que nos deslocar para o shopping center para comprar as últimas novidades, podemos fazer isso pela internet.

Leo Babauta do ZenHabits passa algumas recomendações para se livrar do materialismo.

Antídoto para o estresse e agressividade (comprovado pela ciência)

Antídoto para o estresse e agressividade (comprovado pela ciência)

Não perca nenhuma oportunidade para tratar o outro com cortesia e gentileza. Sinta um profundo interesse pelo conforto, paz de espírito e bem-estar de outra pessoa.

É um ato desinteressado, sem esperar algo em troca, apenas como um ato de amor, uma expressão que vem do fundo do coração.

Aja com educação, gentileza e consideração pelo outro, e compreenda que isso é contagioso, pois o outro vai replicar o mesmo comportamento para uma terceira pessoa, e no final, temos um ambiente, uma sociedade e um mundo melhor.

O mundo estressado que construímos merece alguns antídotos, e a gentileza é um deles.

Conselho de um japonês centenário: sacie apenas 80% da sua fome

Conselho de um japonês centenário: sacie apenas 80% da sua fome

Somos muito o que comemos, e uma recomendação segura para uma vida saudável é não descuidar da própria alimentação. Isso vale também para os filhos e familiares – influa para que adquiram hábitos saudáveis de alimentação.

Pratique em casa e você mesmo, uma dieta eclética. Consuma uma viariedade grande de alimentos e não desenvolva preconceitos contra algum tipo ou categoria.

Vale indicar novamente o site  –World Healthiest Foods–  muito conceituado no campo da nutrição:

Com o tempo e a idade, compreenda que o seu organismo ficará mais lento, e a dieta tem que seguir esse compasso.

O estrago que as pequenas coisas estragadas nos causam

O estrago que as pequenas coisas estragadas nos causam

Muitas vezes, a vida corrida nos deixa cegos para coisas que estão quebradas com as quais nos deparamos todos os dias.

As coisas invariavelmente se quebram, mas devemos nos dar ao trabalho de consertá-las.

Uma lâmpada queimada, uma cadeira descolada, pode parecer coisa miúda, mas nos deparamos com todas essas coisas quebradas diariamente, o que certamente nos incomoda intimamente, sem que notemos.

Aprendi que quando notamos a coisa quebrada todas as vezes que passamos por ela isso nos traz um incômodo, mesmo que num nível imperceptível. Não sabemos que isso nos causa mal, mas isso nos enche de negatividade de forma cumulativa.