caminhos Posts

A mudança pedindo para acontecer

A mudança pedindo para acontecer

Preste atenção para a mudança pedindo para acontecer.

Sempre digo que temos que estar sempre preparados para mudar para melhor. Mas isso não acontece com facilidade, muito embora pareça tão lógico.

Temos uma forte tendência para permanecer no lugar, ficar parado, estagnado, mesmo que a situação seja inadequada, indesejável e até mesmo perigosa.

Pense em algo novo

Esteja com a mente aberta, pronta para receber algo novo.

Gosto muito de William James, o pai da psicologia, e há um dizer dele que esta sempre nas minhas conversas.

“os seres humanos, ao mudar as atitudes internas de suas mentes, podem mudar os aspectos externos de suas vidas.”

O que você acredita que está lá, o que você pensar ser a realidade, na verdade é a sua percepção do que existe, e sempre será filtrado pelas suas lentes, que podem muito bem estar embaçadas pelo preconceito, medos e insegurança diante do novo.

Deixe uma nova luz entrar pela sua percepção e veja um mundo novo que pode descortinar para você.

Faço a pergunta a mim mesmo.

Muitas das decisões e escolhas, fazemos no isolamento, conversando consigo mesmo, iluminados pela Força Superior.

Usualmente faço uso de algumas perguntas que me ajudam a ganhar clareza naquilo que estou tratando.

No nosso cotidiano, nos irritamos e sentimos uma urgência para revidar, reclamar os nossos direitos e marcar posição em alguma contenda intelectual.

Nessas situações costumo me perguntar: Até que ponto isso é importante? Qual a importância que isso vai ter daqui a um mês? Como isso vai me afetar daqui para diante? Qual a grande transformação que isso terá na minha vida?

A decisão mágica.

Não há uma decisão mágica e correta, sem qualquer conseqüência negativa.

Não há decisão fantástica, com resultados totalmente previsíveis e ideais.

Tendo isso em mente, tome as decisões, assumindo os riscos e as conseqüências.

Não fique paralisado diante das decisões difíceis.

Os caminhos negligenciados.

A felicidade é um projeto de cada um.

As coisas funcionam bem para as particularidades de cada um, e o tema de hoje é bem o caso, retomar os caminhos que tanto prezamos e que por algum motivo deixamos de lado.

Eu sempre gostei de fotografias.

Houve época na minha vida onde a fotografia era uma atividade muito presente.

No entanto, em vários momentos, essa prazerosa atividade deixou lugar para outras prioridades. Quando retomo a ela, volto a apreciar o prazer de ver as coisas capturadas digitalmente, uma grande satisfação.

Se você escrever no papel quanta coisa te prendeu a atenção em tempos passados e agora andam meio esquecidas, vai se surpreender.

Guarde essa lista com carinho, pois todos os caminhos que você abandonou temporariamente, tem o poder de te trazer um bem estar enorme quando retomados.

Eu fui durante anos, o companheiro de pesca do meu pai, mas a vida moderna, e um pouco de preguiça, tem me afastado desse hobby fantástico.

Recentemente fui pescar com um jovem membro da família, e foi uma experiência simplesmente fantástica.

A pescaria foi produtiva, mas se não fosse, ainda assim teria valido à pena, pela simples sensação de retomar um caminho negligenciado.

Aprendi com meu pai, desde cedo, o valor da preservação da natureza. Mesmo sós, no meio da floresta virgem, acampados à beira do rio, ele me ensinava a conviver com aquele pedaço de chão produzindo o menor impacto ambiental.

Nessa última experiência, estávamos também numa situação parecida, e de repente, atraídos por algo que trazíamos no nosso lanche, foram chegando um bando de macacos.

Eles foram chegando pelo cume das árvores, e começaram a fazer um grande alvoroço. De repente o líder do bando começou a se agitar, como querendo nos expulsar do seu espaço. Como não teve resultado, começou a quebrar e atirar em nós, uns galhos secos.

Com o tempo, desistiram e foram embora.

Esse contato harmonioso com a natureza é algo que prezo muito.

Repasse a sua lista de caminhos negligenciados.

O que você já gostou de fazer e deixou de lado temporariamente?

Quem são os amigos íntimos que você não tem contatado recentemente?

Ontem estive visitando um artista plástico, grande companheiro, e que não via há alguns anos.

Foi uma visita rápida pois ele estava trabalhando no seu ateliê com outros dois artistas, mas foi uma satisfação enorme vê-lo bem e feliz.

Beco

Carregue a luz.

A luz interna, aquela que temos dentro de si, o nosso lado humano, é como uma vela que carregamos ao caminhar em um ambiente totalmente escuro.

Se carregarmos junto conosco ao caminhar, evitamos tropeçar em qualquer obstáculo.

Se deixarmos em algum canto esquecida sem os cuidados devidos, ela pode se apagar.