aprendizagem Posts

Tudo que aprendemos

Tudo que aprendemos

Tudo que aprendemos é fruto das experiências que vivemos.

Temos que valorizar cada passagem de nossa vida, seja ela boa ou sofrida.

De repente somos atingidos por notícia ruim, uma perda, um sofrimento. Nada na nossa vida vem por acaso, e tudo vem para nos ensinar alguma coisa.

Pare de brigar consigo mesmo

Pare de brigar consigo mesmo

Pare de brigar consigo mesmo e não seja você o seu pior inimigo

Pare com essa discussão interna excessiva e inadequada.

Dê um crédito a si mesmo.

Fale para si mesmo: acredito na sua capacidade – você consegue.

Novas soluções para velhos problemas

Novas soluções para velhos problemas

Queremos resultados diferentes fazendo do mesmo jeito, e isso se aplica muito bem quando abordamos velhos problemas.

Queremos fazer dieta, exercícios físicos, abandonar o cigarro, maneirar na bebida e assim por diante. Damos com os burros n’água pois estamos repetindo as mesmas estratégias fracassadas.

Lutamos contra essas coisas anos a fio sem chegar aos resultados esperados.

Temos que tentar novas abordagens, novas soluções. Fazendo do mesmo jeito vamos chegar ao já conhecidos, resultados indesejáveis.

Tente algo novo.

Tente de outra maneira.

Experimente uma nova solução.

Tenha uma reação diferente para cada velho problema na sua vida.

Abandone essa atitude de sabichão. Sabe tudo e já sabe como fazer, normalmente de modo equivocado. Procure acertar fazendo diferente.

Como curar velhas feridas da alma

Como curar velhas feridas da alma

A vida pode nos atropelar e nos deixar prostrados, severamente feridos. A vida simplesmente não é um passeio no parque. Somos sempre assombrados pelas feridas que não cicatrizaram. Elas afetam o nosso julgamento e criam crenças específicas e prejudiciais – eu não vou conseguir – as pessoas vão me ferir – é assim que pensamos.

Importante atacar de frente, pois curar as velhas feridas do passado, as feridas da alma, é um trabalho para a vida toda.Como diz Deepak Chopra, muitos gostariam de tomar uma aspirina emocional e se livrar das dores do passado, mas tal panaceia não existe.

Devemos permitir que as feridas se fechem, deixando apenas uma pequena marca, o sinal do nosso aprendizado.

Preocupe-se em mudar a única pessoa que você pode: a si mesmo

Preocupe-se em mudar a única pessoa que você pode: a si mesmo

Se estiver com a mente ocupada no seu crescimento pessoal, eu diria que está com o tempo todo tomado. Temos uma tendência a querer mudar os outros, encaixá-los no nosso padrão de perfeição, e isso não é nada razoável, pois deve se preocupar em mudar a única pessoa que você pode – você mesmo. Cada um tem sua história, suas preferências e seus próprios problemas. Mantenha suas mãos ocupadas no trabalho de se tornar uma pessoa melhor, um passo de cada vez.

Se existe uma coisa que vale a pena investir toda a sua energia é mudar a si próprio. É algo que está totalmente no seu controle. Não depende de ninguém, e mais, o maior beneficiário é você mesmo.

Revele o melhor de si mesmo, mostre a sua melhor versão

Revele o melhor de si mesmo, mostre a sua melhor versão

Se concentre no seu crescimento pessoal.

Se existe uma maneira de drenar a sua energia é se comparar constantemente com os outros.

A comparação, no final das contas, dá uma sensação de superioridade ou de intimidação, e nenhuma delas é boa para você.

Ao contrário, trabalhe naquilo que você é. Mostre a sua melhor versão, o melhor de você.

Se imagine no futuro e escreva uma carta para você mesmo

Se imagine no futuro e escreva uma carta para você mesmo

Sempre digo que o melhor conselheiro para você é você mesmo

Uma experiência fantástica que pratico, e que tenho recomendado para muitos amigos e familiares. É escrever para si mesmo em épocas diferentes.

Quando completei 50 anos, escrevi uma carta do futuro – eu com 80 anos escrevendo para mim mesmo no presente.