aprenda as lições Posts

Não coloque a carroça na frente dos burros, vá com calma e não force as situações

Não coloque a carroça na frente dos burros, vá com calma e não force as situações

Muitas vezes perdemos a calma e forçamos as situações, o que acaba complicando mais a nossa caminhada. Temos muita ansiedade para ver as coisas resolvidas e projetos concluídos.

Às vezes tentamos encaixar coisas que naturalmente não se encaixam.

É como o bebê tentando encaixar o cubo no buraco redondo.

Nós nos alteramos quando falamos, forçamos a barra para as coisas acontecerem.

Não raro, isso resulta em atrito, conflito e infelicidade. Tenha calma. Às vezes é bom deixar a poeira se assentar e voltar com calma para buscar a solução adequada.

6 pontos a considerar para você aprender com os erros

6 pontos a considerar para você aprender com os erros

Temos que aprender com nossos erros ou estaremos condenados a repeti-los indefinidamente.

Quando estiver errado, admita. Você vai se sentir aliviado.

Quando admitimos que estávamos errados, estamos aprendendo com os erros. Quando insistimos no erro, fechamos as portas para tal aprendizagem.

O receio de admitir o erro pode estar no medo de perder o respeito e admiração, mas é exatamente o contrário.

Aprenda com o seu passado e melhore o seu futuro

Aprenda com o seu passado e melhore o seu futuro

Somos todos aprendizes nessa vida, e aquele que aproveita melhor o seu passado, é capaz de construir um futuro melhor.

Por outro lado, aquele que negligencia na escola da vida e vive repetindo os erros do passado, vai se desapontar com a vida que o futuro lhe reserva. Simplesmente não podemos esperar resultados diferentes fazendo tudo da mesma maneira.

O aprendiz olha as coisas que realizou com muito orgulho, a satisfação de corrigir erros infantis, perceber coisas tão elementares, que fazem parte da formação de qualquer profissional. Não se vê no olhar do aprendiz qualquer sinal de desprezo ou culpa pelo que fez quando ainda estava engatinhando na profissão.

Evite olhar o seu passado com o sentimento de culpa ou de autopiedade.

Perdoe a si mesma

Perdoe a si mesma

Pratique o perdão, especialmente aquele dirigido a si mesma.

Procure se perdoar, e se tratar com muito carinho.

Sabemos que é mais fácil perdoar os outros do que perdoar a si próprio.

Porque será?

O auto-julgamento que fazemos das nossas falhas é massiçamente bombardeado pela voz interna, crítica e severa, que cobra de nós uma perfeição além dos limites.

Algo estranho que acontece conosco, é o fenômeno da auto-indulgência. É como se guardássemos a falha, a culpa e o sofrimento, como um escudo para evitar futuros sofrimentos.

Eu aceito

Não gosto de muita coisa que fazem comigo e por vezes fico desapontado comigo mesmo, mas aceito as pessoas como são e aceito a pessoa que estou me tornando.

Procuro não ser rigoroso comigo mesmo e evito sair julgando os outros e suas ações como seu eu fosse o juiz do mundo.

Assumo a responsabilidade em fazer o que estiver ao meu alcance para me tornar uma pessoa melhor.

Meus erros, meus professores

Tenho que me esforçar para aprender com meus erros, do contrário vou ser obrigado a repeti-los. Assim como na escola, quando repetimos de ano e somos obrigados a repassar as mesmas lições. Os erros representam os nossos professores que nos procurarão insistentemente até que aprendamos o que está sendo ensinado.

Detesto cometer os mesmos erros, e para isso, tenho que aprender, não só a identificá-los e reconhecê-los, mas a aprender a lição que neles vêm embutidos.

Há uma maneira de fazer

Há sempre uma maneira boa de fazer.

Não há problema que você não possa resolver, e é preciso calma e serenidade para perceber a solução se mostrar.

Muitas vezes estamos tão atordoados com a situação que nem atinamos para possibilidades que estão bem no nosso nariz.

Há sempre uma maneira de resolver as coisas, mesmo que não concordemos. Temos que analisar com um certo distanciamento das nossas obsessões.

Não raro, ficamos tão obcecados por coisas que desejamos e almejamos que ficamos cegos para as soluções que estão claramente colocadas diante de nós.