amigos Posts

A solidão pode matar

A solidão pode matar

O maior risco para a vida das pessoas é a solidão. Mais do que as doenças, mais do que tudo que você pode imaginar. Muitas doenças aparecem e se desenvolvem no árido terreno da solidão.

Recentemente assisti à palestra da Dra. Lissa Rankin, medica, pesquisadora e autora que abordava naquela oportunidade a importância de se preocupar com a solidão.

Idade e maturidade

Idade e maturidade

Envelhecer é um processo inevitável, mas a maturidade que deve nos acompanhar é essencial.

As duas decepções da vida é perceber que a velhice chegou muito cedo e a sabedoria muito tarde.

Trabalho, dentro de mim, todos os dias para que o discernimento esteja presente nesta fase da vida.

Estudos científicos mostram que a idade nos faz mais prudentes, mais tolerantes e mais felizes. Portanto, aquele que está envelhecendo e não está ganhando estes atributos, deve repensar o que está fazendo de errado.

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Uma mente aberta e um coração pronto para acolher

Vamos falar bastante sobre a mente e o coração, mas antes, uma dica prática para acessar postagens antigas.

Hoje encerramos uma etapa de 6 anos de postagens diárias, com 2220 postagens, e você pode acessar qualquer dia apenas colocando a data após a URL do blog. Por exemplo, se quiser acessar o dia 13 de outubro de 2014, coloque projetosejafeliz/2014/10/13, ou seja, primeiro o ano, depois o mês e finalmente o dia, todos separados por barra.

A partir do dia 4 de janeiro passarei a postar semanalmente, todas as segundas-feiras.

Na postagem inaugural do blog, falei sobre manter o coração aquecido.

Fique perto dos amigos e usufrua do conforto das boas companhias

Fique perto dos amigos e usufrua do conforto das boas companhias

Experimentamos altos e baixos na nossa caminhada, e a vida não é sempre um mar de rosas. Ninguém está livre de enfrentar perdas traumáticas e dificuldades expressivas. Várias providências podem nos ajudar a navegar por um período de intenso sofrimento e sobreviver. Voltar-se para a espiritualidade é uma boa opção. Buscar o conforto do ombro amigo, do convívio dos verdadeiros amigos é essencial.

Podemos e devemos buscar o apoio social necessário para levantar a cabeça e tocar a vida em frente mesmo com todas as adversidades que nos afligem.

Já comentei em outra postagem: para que servem os amigos.

Admiração: uma das melhores maneiras de conservar o relacionamento

Admiração: uma das melhores maneiras de conservar o relacionamento

Aprendi que uma das maneiras de conservar o seu relacionamento amoroso é a admiração dedicada a quem você ama.

Seja uma fã incondicional da pessoa amada. Admire-a.

Há muitas maneiras fantásticas de reforçar o seu relacionamento, mas repasso um exercício fantástico ensinado pelo Dr. Fred Luskin que dirige o Projeto do Perdão na Stanford University.

É o exercício do prêmio humanitário inventado por Fred Luskin.

Procure o seu grupo, esteja junto das pessoas

Procure o seu grupo, esteja junto das pessoas

Somos seres sociais e gostamos de estar com as pessoas.

Embora tenhamos amigos de todo tipo, sentimos às vezes, necessidade de encontrar pessoas que tenham o mesmo tipo de interesse, que façam coisa parecida e possam compartilhar do mesmo tipo de discussão.

É a expressão usual – encontrar a sua tribo.

Segundo Celestine Chua

Celestine Chua, em postagem no site Dumb Little Man comenta exatamente isso e passa algumas recomendações, que comento aqui.

Por vezes, queremos nos relacionar com pessoas com o mesmo tipo de ocupação profissional, prática de esporte, atividades artísticas, e isso pode ser mais fácil do que você imagina.

1-Pessoas que você conhece

Celestine recorre à lei dos 6 graus de separação, para dizer que as pessoas com o mesmo interesse que o seu estão aí, quase ao alcance da mão. A regra diz que todos os indivíduos no mundo estão conectados dentro da regra de 6 graus. Um amigo seu, 1 grau, amigo do amigo, 2 graus e assim por diante, em seis degraus, vamos nos conectar com todos. Há um bocado de matéria na Web sobre essa teoria, incluindo experimentos e palestras. Se desejar, pesquise o termo “six degrees of separation” e vai encontrar um mundo de informação para se atualizar.

2-O seu local de trabalho

Isso vale tanto para o trabalho quanto para a escola. O sistema de recrutamento das empresas, as carreiras e as profissões escolhidas, bem como as escolas que escolhemos freqüentar, já nos colocam num grupo de pessoas com alguma afinidade, e isso deve ser considerado para se procurar os iguais.

3-Clubes e comunidades

Veja as comunidades como um hub de concentração de pessoas de mesmo interesse. Isso vale para os clubes de recreação, clubes profissionais, por exemplo, escritores, grupos de interesse culturais, e redes sociais.

4-Inicie um blog

Essa é a própria experiência de Celestine, que escreve o blog – The Personal Excellence Blog – Não é uma recomendação comum para quem quer iniciar a busca dos iguais, mas funciona. No caso do Celestine, ela se conecta com 10000 leitores de interesse comum, o que aconteceu em 2 anos de existência do blog.

5-Eventos

Os eventos de network, comunidades, podem ser uma chatisse de troca de cartões, mas alguns são muito valiosos. É bom garimpar e freqüentar os mais significativos.

6-Seminários/Workshops

As pessoas, dedicadas e especializadas não dedicariam tempo e dinheiro para participar de seminários, sem que fosse produtivo, e isso torna essa modalidade interessante.

7- Procure e contate

Há várias maneira de procurá-los, por exemplo o Linkedin, Facebook e os próprios blogs. São recursos fáceis de usar, e embora algumas pessoas se sintam constrangidas em usar, é um lugar comum tal prática.

Rubens Sakay (Beco)

Ligue para alguém quando estiver se sentindo sozinha

Ligue para alguém quando estiver se sentindo sozinha

Não se isole quando estiver com dificuldades. Algumas pessoas escolhem se proteger debaixo das cobertas, um comportamento que lembra a nossa infância, mas não tem qualquer efetividade quando os problemas são reais.

Conversamos todo o mundo pelo celular, mensagens e recados, mas quando a coisa pega, ficamos ruminando e não nos ocorre ninguém para ligar e pedir alguma ajuda.

O que está acontecendo?