ajuda Posts

A ajuda que vem quando preciso.

Peço sempre pela ajuda que vem quando preciso. Mas preciso estar sempre com o coração aberto para perceber quando a ajuda chegar. Tenho que reconhecer que eu sempre tive a ajuda quando precisei.

É importante entender que a ajuda nem sempre é uma mão estendida para te salvar do abismo, mas pode ser uma simples iluminação nas ideias e nos caminhos a escolher.

Nos momentos de indecisão e dúvidas, uma observação, uma informação adicional é de grande ajuda, e isso pode aparecer de qualquer lado. Às vezes, um segundo te livra do perigo, e é preciso entender essa ajuda.

A porta de entrada é aberta por dentro.

As dádivas chegam a você pela porta de entrada, e esta porta é aberta por dentro, por você mesmo.

Isto significa que você precisa estar aberto para receber o que a vida tem para te oferecer.

Mas não é assim que normalmente nos colocamos, receptivos, de coração aberto. Muitas vezes estamos fechados para receber.

Atenda quem bate à porta.

A aceitação é uma capacidade que temos que desenvolver. Quando aceitamos, permitimos que aquilo que nos atormenta vá embora.

É o paradoxo da mudança. Exatamente quando aceitamos o que não queremos é que permitimos que ele nos deixe em paz.

Funciona como alguém que bate à sua porta insistentemente. Você sabe que não é alguém que você gostaria de encontrar.

Pedir e abrir a porta para receber.

Quantas vezes pedimos por algumas graças e reclamamos que não as recebemos.

Será que estivemos abertos para receber.

Estivemos atentos para perceber quando a graça batia em nossa porta?

As maneiras como as graças nos são concedidas nem sempre são como imaginamos.

Pode ser uma loteria, um casamento, um emprego? Certamente sim.

Compartilhando a dor.

Sei que todos gostam de compartilhar as alegrias.

Contar para alguém as coisas boas que aconteceram é algo que fazemos correndo.

Mas quando as coisas são ruins?

Saímos correndo para contar aos outros? Nós nos retraímos e nos escondemos?

Preciso de alguém que cuide de mim.

Não é assim que nos sentimos uma vez ou outra?

Parece que cuidamos de todo mundo, mas afinal – quem vai cuidar de mim?

Nos sentimos emocionalmente subnutridos, carentes, meio abandonados.

Precisamos de atenção.

Quando isso acontece, uma excelente recomendação é cuidar dos outros.

Mostre apreço por suas boas qualidades.

Mostre apreço por suas boas qualidades. Faça uma reflexão daquilo de bom que você tem feito.

Sinta apreço pelo seu lado bom.

Perceba as qualidades que você tem.

Pense numa única coisa que você faz bem.

Pense em algo bom que você é capaz de fazer.