Afaste a tristeza Posts

Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Não rumine a sua tristeza e deixe-a-passar

Aceite sua tristeza e deixe-a passar. Não fique preso a ela, não rumine e não a deixe ficar.

Quando estamos tristes, temos uma tendência a nos afundar na tristeza. Quanto mais tempo passamos nessa situação, mais temos dificuldades de sair dela. Ao sentir a tristeza chegando, reconheça-a, aceite-a, mas procure uma maneira sutil de mantê-la a uma distância segura.

Uma boa receita é procurar alguma coisa produtiva para fazer. Comece a preparar o jantar. Arrume o armário. Limpe o jardim. Isso pode não resolver a tristeza, nem eliminar a causa da tristeza, mas vai te deixar mais satisfeito, simplesmente por te fazer produtivo, e vai te distrair para as coisas do seu mundo real. Procure uma atividade quase que mecânica, e ao mesmo tempo agradável. Não busque coisas sofisticadas e que exijam uma concentração mental acentuada. Isso pode ser um gatilho para o retorno dos pensamentos tristes.

Que a tristeza não fique comigo.

“É melhor ser alegre que ser triste, a alegria é a melhor coisa que existe, é assim como a luz no coração”

-Samba da Benção – Vinicius de Moraes.

Sábias as palavras do poeta nessa linda canção que ele compôs com Baden Powell.

Afaste a tristeza, não a deixe fazer morada.

Isso pode acontecer com qualquer um, e devemos ficar atentos para não achar normal e deixar a vida rolar em preto e branco.

Um sentimento de vazio prolongado, um sentimento de culpa sem que nem porque, um desinteresse total pelas coisas, perda de energia, perda do apetite e do peso, sono prejudicado e um sentimento de desamparo – procure um profissional.

Se achar que não é tão grave e você dá conta sem ajuda, aqui vão alguns truques.

-Chorar faz bem, até para nós homens – ajuda a sublimar a tristeza. Já comentei isso na postagem: o poder purificador das lágrimas.

-Traga para a sua mente pensamentos positivos de momentos alegres e melhores – traga a luz.

-Pratique a oração da serenidade e deixe-a ocupar o espaço da tristeza e da intranqüilidade.

-Não fique só, não se sinta só, se encontre com os amigos, ligue para os familiares.

-Se envolva em alguma atividade – não fique parado.

-Faça alguma coisa que gosta e que havia abandonado.

-Pratique a meditação.

-Faça uma reflexão sobre as bênçãos que teve na vida – quanta coisa boa aconteceu.

-Se engaje em ações de caridade.

-Leia alguns livros que possam te ajudar a se levantar.

Evite algumas coisas que podem te prejudicar.

-Sentar em frente à televisão por horas a fio, sem nada específico para assistir.

-Comer, comer e comer.

-Beber bebidas alcoólicas – sem controle.

-Sair com pessoas que não conhece, só para ter companhia.

-Se medicar sem prescrição de um profissional.

-Se enfiar debaixo das cobertas.

-Usar substâncias prejudiciais à saúde.

A tristeza é normal, e não devemos nos desesperar.

A vida é triste em muitos momentos, e inútil fazer de conta que não acontece conosco.

Uma boa recomendação que aprendi, é aceitar a tristeza, digerir, sublimar e passar adiante – a vida que segue.

Não devemos negar.

Não devemos culpar.

Não devemos nos revoltar.

Devemos sim buscar a serenidade, aceitar, tirar a lição e seguir adiante na nossa jornada de crescimento

Beco