Substitua os pensamentos.

Somos escravos dos nossos pensamentos, e por isso devemos evitar a ruminação, que é o ato de ficar rodando pensamentos circulares sobre medos, preocupações e culpa. São aqueles pensamentos que não saem da nossa cabeça. Chegam a provocar uma dor de cabeça insistente, simplesmente porque não conseguimos nos livrar deles e especialmente porque são pensamentos negativos e pesados.

Dra. Harriet Braiker:

A Dra. Harriet Braiker, que já citei aqui, prescreve várias recomendações sobre a substituição de pensamentos, e dentre muitas, quero citar uma muito interessante.

Fazemos uma cobrança exagerada de nós mesmos e dos outros em relação a nós.

Veja o seguinte pensamento, bastante comum:

-As pessoas devem ser gratas a mim e me amar por todas as coisas que faço por elas.

Que tal substituir esse pensamento por outro mais realista e ameno, tal qual sugere Braiker:

-Espero que as outras pessoas me amem por quem sou, e não pelo que faço por elas. Quando escolho fazer coisas agradáveis para terceiros, espero que meus esforços sejam apreciados.

Julgamento:

Este é um bom exemplo de uma infinidade de técnicas que podemos colocar em prática, inclusive quando olhamos os outros e saímos julgando sem necessidade.

Julgamos os outros constantemente, no supermercado, no cinema, na rua, nas festas com os amigos e no convívio familiar.

Na maioria das vezes, julgamos sem saber nada do que acontece com a outra pessoa.

Vemos uma pessoa mal vestida (no nosso julgamento) no supermercado e já a qualificamos como desleixada, mau gosto para se vestir e uns tantos outros julgamentos inúteis.

Devemos eliminar esse tipo de julgamento do nosso cotidiano, mas no começo é difícil.

Exercício para praticar:

Pratique o seguinte exercício da substituição:

-perceba imediatamente que você está prestes a julgar negativamente.

-substitua o pensamento pelo seguinte: essa pessoa é muito sobrecarregada com os afazeres domésticos que tem que conciliar com o cargo de executiva em uma importante empresa – a sua ajudante de casa adoeceu há dois dias e ela está tendo que correr para fazer algumas compras antes de se trocar e ir para o trabalho – infelizmente seu marido está em viagem de negócios para o exterior e não pode ajudá-la exatamente hoje.

Faça disso uma brincadeira que você vai praticar um cem número de vezes – substitua – substitua.

Ao longo do tempo, nem mesmo esse exercício será necessário.

Você está curada desse defeito.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked