Substitua os pensamentos.

Somos escravos dos nossos pensamentos, e por isso devemos evitar a ruminação, que é o ato de ficar rodando pensamentos circulares sobre medos, preocupações e culpa. São aqueles pensamentos que não saem da nossa cabeça. Chegam a provocar uma dor de cabeça insistente, simplesmente porque não conseguimos nos livrar deles e especialmente porque são pensamentos negativos e pesados.

Dra. Harriet Braiker:

A Dra. Harriet Braiker, que já citei aqui, prescreve várias recomendações sobre a substituição de pensamentos, e dentre muitas, quero citar uma muito interessante.

Fazemos uma cobrança exagerada de nós mesmos e dos outros em relação a nós.

Veja o seguinte pensamento, bastante comum:

-As pessoas devem ser gratas a mim e me amar por todas as coisas que faço por elas.

Que tal substituir esse pensamento por outro mais realista e ameno, tal qual sugere Braiker:

-Espero que as outras pessoas me amem por quem sou, e não pelo que faço por elas. Quando escolho fazer coisas agradáveis para terceiros, espero que meus esforços sejam apreciados.

Julgamento:

Este é um bom exemplo de uma infinidade de técnicas que podemos colocar em prática, inclusive quando olhamos os outros e saímos julgando sem necessidade.

Julgamos os outros constantemente, no supermercado, no cinema, na rua, nas festas com os amigos e no convívio familiar.

Na maioria das vezes, julgamos sem saber nada do que acontece com a outra pessoa.

Vemos uma pessoa mal vestida (no nosso julgamento) no supermercado e já a qualificamos como desleixada, mau gosto para se vestir e uns tantos outros julgamentos inúteis.

Devemos eliminar esse tipo de julgamento do nosso cotidiano, mas no começo é difícil.

Exercício para praticar:

Pratique o seguinte exercício da substituição:

-perceba imediatamente que você está prestes a julgar negativamente.

-substitua o pensamento pelo seguinte: essa pessoa é muito sobrecarregada com os afazeres domésticos que tem que conciliar com o cargo de executiva em uma importante empresa – a sua ajudante de casa adoeceu há dois dias e ela está tendo que correr para fazer algumas compras antes de se trocar e ir para o trabalho – infelizmente seu marido está em viagem de negócios para o exterior e não pode ajudá-la exatamente hoje.

Faça disso uma brincadeira que você vai praticar um cem número de vezes – substitua – substitua.

Ao longo do tempo, nem mesmo esse exercício será necessário.

Você está curada desse defeito.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta