Sou pequeno para fazer diferença.

Recordo sempre de um filmete que assisti há mais de vinte anos, produzido pelo cientista Joel Barker.

No filme um jovem está na praia atirando estrelas do mar de volta ao oceano.

Uma pessoa se aproxima e comenta que não adianta querer salvar as estrelas do mar, pois são muitas e não faz a mínima diferença quantas ele consiga jogar.

O rapaz pegou mais uma estrela do mar e atirou de volta ao oceano, e disse “fez diferença para aquela ali”.

Por meio dos ensinamentos de Joel Barker foi que tive também o primeiro conhecimento do trabalho de Viktor Frankl e a Busca de Sentido que tanto comento aqui.

Uma das coisas que aprendi é que podemos fazer a diferença, pois menor que seja a nossa ação.

Especialmente quando ajudamos alguém, e mesmo que julguemos que a ajuda é pequena, devemos considerar sempre que para quem recebe, a ajuda pode ser enorme.

Desde que comecei a postar neste blog, interrompi as postagens apenas os poucos dias que estive internado por conta da dengue.

Quando estava no hospital pensava – como pode um mosquitinho minúsculo abater uma pessoa de maneira tão violenta.

Relembrei as palavras de Barker – podemos fazer a diferença se tomarmos a iniciativa.

Podemos ajudar sempre, por menor que seja a ajuda.

Podemos ajudar a melhorar o planeta, apenas jogando um item no lixo adequado.

Gestos muito singelos podem fazer a diferença na imagem que você transmite de você mesmo.

Lembro do livro que conta a história da IBM, contada pelo filho do fundador.

Diz ele, que quando garoto, viajava de trem com seu pai, e nessas viagens aprendeu muitas lições.

Uma delas foi deixar o banheiro do trem sempre limpo ao sair.

Dizia o pai: “as pessoas não irão te julgar pelo banheiro que você encontrou, mas sim pelo banheiro que você deixou – portanto, não importa como você o encontrou, deixe-o sempre limpo ao sair.”

Não devemos imaginar a nós mesmos como heróis, descobridores e desbravadores, como condição para fazer a diferença.

Como dizia Madre Teresa: “se você não pode alimentar cem pessoas, alimente apenas uma.”

Não deixe para fazer o bem amanhã, se você pode fazer agora, neste exato momento.

A sua contribuição nunca é pequena.

Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta