Sofremos mais do que precisamos.

É fato que sofremos mais do que precisamos.

O sofrimento faz parte da vida, vem com o pacote completo e é um ponto comum da condição humana, mas temos por costume sofrer mais que prescrevem os fatos e circunstâncias da nossa jornada.

Sofremos muito com o passado, pois ainda não aprendemos a nos desligar das coisas ruins que ocorreram, e toda vez que relembramos, o fazemos com rancor e arrependimentos.

Quando olhamos para o futuro, o medo toma conta das nossas predições, e logo, catástrofes dramáticas tomam conta do filminho que rodamos da nossa vida lá na frente.

O que fazer?

Momento presente:

Sempre podemos focar a nossa vida um pouco mais no momento presente. Aprecie o que está fazendo justamente agora.

Se estiver almoçando com a família, aprecie a companhia, a comida, a conversa. Comente sobre tudo, elogie, relembre outras ocasiões alegres. Enfim, saboreie a vida.

Se as assombrações do passado vivem te perturbando, apenas reconheça a sua entrada no palco da vida, deixe que representem o seu papel e deixem o palco. Não se irrite, simplesmente observe, com serenidade, com distanciamento e sem julgamento.

Com o tempo esses atores deixarão de aparecer na sua festa justamente quando é hora de estourar a champagne.

Leve a vida com mais leveza, assuma menos compromissos e aprecie mais os seus relacionamentos.

Aproveite cada bom momento com as pessoas.

Memória:

Repasse na memória algumas pessoas fantásticas que você conheceu recentemente. Dê graças por tal presente.

A vida é abundante

Olhe um pouco para si próprio. Veja o quanto você melhorou depois que decidiu abandonar alguns hábitos pouco saudáveis.

Repare em uma qualidade destacada que você vive demonstrando. Aprecie, sinta orgulho, e coloque esse talento a serviço de outras pessoas, ajude e se faça presente.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Deixe uma resposta