Sobrevivendo ao sofrimento.

Disse Bob Marley que todas as pessoas vão te impor algum sofrimento. Você precisa é encontrar as pessoas que fazem valer a pena o sofrimento.

Temos que nos livrar do sofrimento desnecessário, e aí vale aquela máxima de que a dor é inevitável, mas o sofrimento é opcional.

Temos que descartar o sofrimento desnecessário e transformar o sofrimento inevitável.

É impossível evitar que algumas pessoas nos causem dor, mas podemos trabalhar firmemente para minimizar o sofrimento.

Sofrimento:

Guardamos tanto ressentimento, e isso é um sofrimento auto imposto.

O perdão é o antidoto para muito sofrimento. Perdoar é se liberar da carga inútil que insistimos em carregar.

Mas há o sofrimento duro, aquele que fica entre eu e Deus. Momentos onde somos colocados à prova.

Não sinta pena de si próprio, pois é um sentimento inadequado e não vai te tirar do sofrimento.

É o momento de exercitar a autocompaixão, se pegar no colo sem se fazer de vítima.

Seja gentil consigo mesmo, e aceite a dor para minimizar o sofrimento.

Deixe passar:

Não resista, não culpe, não se revolte, e deixe passar. Você vai sobreviver.

Pare com o julgamento excessivo que faz quando entra em sofrimento, seja julgando os outros ou a si mesmo.

Reconhecer e aceitar o sofrimento, é o primeiro passo para se livrar dele.

Quando aceitamos, nos livramos – parece um paradoxo, mas é assim que funciona.

Enquanto lutamos e resistimos, convivemos com ele indefinidamente.

Não fique remoendo alguma coisa errada que tenha feito e que tenha te levado para essa situação.

Agora é hora de tirar uma lição e seguir adiante. Muita ruminação é também muito sofrimento.

Pense no seu bem-estar, acalme a mente, busque a serenidade e tudo vai ficar bem.

R.S. Beco

Sem Comentários

Deixe seu comentário

Please be polite. We appreciate that.
Your email address will not be published and required fields are marked